Fale Conosco

19 de maio de 2014

Hospital de Trauma de João Pessoa realiza oficina de acolhimento para profissionais da assistência



Com o objetivo de refletir e debater a importância do acolhimento e da ambiência hospitalar no processo de produção de saúde, o Núcleo de Recursos Humanos do Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, realizou, no auditório da instituição, a oficina de Acolhimento Hospitalar. A atividade foi voltada aos profissionais de assistência da instituição e faz parte da politica de humanização da unidade hospitalar.

De acordo com as instrutoras, a enfermeira Adriana Lira e a psicóloga Rossana de Rossi, o acolhimento no ambiente hospitalar é estratégia fundamental na garantia do bem atender do paciente e da aceitação do tratamento, sobretudo quando se trata de politraumatizados.“O bom acolhimento deve estar associado à disponibilidade de uma ambiência hospitalar adequada às necessidades dos usuários e dos funcionários. Por isso, é interessante a realização de oficinas, em que podemos discutir as propostas do coletivo, e assim observar as nossas ações se estão sendo adequadas no bom e eficaz acolhimento”, enfatizou Adriana Lira.

A realização da oficina faz parte do projeto de Política de Gestão de Pessoas implantado na instituição de saúde em agosto de 2013. “Um dos focos do projeto é a educação permanente. Com isso, os nossos esforços são para fomentar a prática de treinamentos e cursos voltados para os colaboradores”, disse Andréa Arruda, analista de recursos humanos.

Perfil – O Hospital de Emergência e Trauma atende, exclusivamente, emergência ou urgência, vítimas de trauma (acidentes e desastres), de violência (física e sexual), de queimadura e de doenças clínicas em suas fases agudas (AVC e hemorragias digestivas). Neste último caso, os pacientes são diagnosticados e após estabilizado seu quadro clínico, são transferidos para hospitais que possam dar continuidade ao tratamento.