João Pessoa
Feed de Notícias

Hospital de Trauma de João Pessoa implanta Programa 5s

quarta-feira, 3 de abril de 2013 - 12:26 - Fotos: 

O Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena e a Cruz Vermelha Brasileira iniciaram nessa terça-feira (2) a implantação do Programa 5s. O objetivo é melhorar a produtividade no ambiente de trabalho, por meio da disciplina e organização, beneficiando, assim, a qualidade do atendimento aos usuários. Nesta primeira etapa, foi realizada uma palestra apresentando o método de origem japonesa aos colaboradores da unidade hospitalar para que todos se familiarizem com a nova metodologia.

A ação, que busca promover, através da consciência e responsabilidade de todos, disciplina, segurança e produtividade no ambiente de trabalho, faz parte de mais uma etapa do projeto de Acreditação Hospitalar que está sendo desenvolvido no Trauma. A metodologia dos Sensos será desenvolvida ao longo dos meses de abril e maio em todas as dependências da instituição.

De acordo com a palestrante, a professora da Área de Qualidade da Escola de Serviço Público da Paraíba (Espep), Laise Rodrigues, a filosofia dos 5s aperfeiçoa e qualifica o trabalho, além de ser uma ferramenta importante na conquista da Acreditação Hospitalar. “Como a unidade de saúde almeja o selo da Acreditação, a implantação da filosofia dos 5s é um passo muito importante para esta conquista. O processo disciplinador desta filosofia japonesa aperfeiçoa as atividades do setor de trabalho, com uma metodologia participativa e colaborativa”, enfatiza.

Para o consultor Paulo Eduardo Costa, a implantação do Programa 5s vai ajudar os setores na questão organizacional, além de melhorar significativamente o ambiente de trabalho. “A filosofia dos 5s é muito interessante. Percebemos que hábitos simples e disciplinados podem transformar de forma positiva o ambiente de trabalho em sua coletividade”.

Os 5 S’s são:

Seiri: Senso de utilização. Refere-se à prática de verificar todas as ferramentas e materiais na área de trabalho e manter somente os itens essenciais para o trabalho que está sendo realizado. Tudo o mais é guardado ou descartado. Este processo conduz a uma diminuição dos obstáculos à produtividade.

Seiton: Senso de organização. Enfoca a necessidade de um espaço organizado. A organização, neste sentido, refere-se à disposição das ferramentas e equipamentos em uma ordem que permita o fluxo do trabalho. Ferramentas e equipamentos deverão ser deixados nos lugares onde serão posteriormente usados. O processo deve ser feito de forma a eliminar os movimentos desnecessários.
Seiso: Senso de limpeza. Designa a necessidade de manter o mais limpo possível o espaço

de trabalho. A limpeza, nas empresas japonesas, é uma atividade diária. Ao fim de cada dia de trabalho, o ambiente é limpo e tudo é recolocado em seus lugares, tornando fácil saber o que vai aonde, e saber onde está aquilo que é essencial. O foco deste procedimento é lembrar que a limpeza deve ser parte do trabalho diário, e não uma mera atividade ocasional quando os objetos estão muito desordenados.

Seiketsu : Senso de padronização. Refere-se à padronização das práticas de trabalho, como manter os objetos similares em locais similares. Este procedimento induz a uma prática de trabalho e a um layout padronizado.

Shitsuke : Senso de autodisciplina. Refere-se à manutenção e revisão dos padrões. Uma vez que os 4 Ss anteriores tenham sido estabelecidos, transformam-se numa nova maneira de trabalhar, não permitindo um regresso às antigas práticas. Entretanto, quando surge uma nova melhoria, ou uma nova ferramenta de trabalho, ou a decisão de implantação de novas práticas, pode ser aconselhável a revisão dos quatro princípios anteriores.