João Pessoa
Feed de Notícias

Hospital de Trauma de João Pessoa comemora 11 anos de funcionamento

segunda-feira, 6 de agosto de 2012 - 16:11 - Fotos: 

Os funcionários, pacientes e acompanhantes do Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena e Cruz Vermelha Brasileira realizaram na manhã desta segunda-feira (6) uma celebração em comemoração aos 11 anos de funcionamento da unidade de saúde. O Complexo Hospitalar foi fundado em 2001, a partir da Lei Estadual Nº 6.746, de 9 de junho de 1999.

Construída em uma área de 14 mil metros quadrados, a instituição tem com finalidade específica operacionalizar a gestão e execução das atividades e dos serviços de saúde de urgência e emergência em trauma. O hospital tem um papel fundamental no Estado da Paraíba, já que é um referencial na área de saúde em diversas especialidades, e está capacitado para prestar assistência médica na área de traumatologia, queimados e outros serviços de média e alta complexidade.

De acordo com o diretor de assistência médica, Edvan Benevides, o Trauma já nasceu grande em sua estrutura e no trabalho desenvolvido com os pacientes. “Tive o prazer de estar aqui na inauguração, já que meu pai era médico dessa instituição, e desde então percebi a grandeza que seria esse hospital para a população de todo o Estado”, disse o diretor.

Claudio Cesar/Secom-PB

A servidora Célia Rangel, que trabalha na instituição desde sua fundação, ressaltou todo o amor que tem pelo trabalho desenvolvido no hospital. “Esse lugar é minha segunda casa, já que muitas vezes passo mais tempo com meus colegas de trabalho do que em casa com meus familiares. Por isso é muito gratificante saber o quanto já ajudamos a mudar a realidade de muitos pacientes. Em meio ao sofrimento de alguns, também conseguimos extrair muitas recuperações e milagres. Com a ajuda de Deus e de todos que trabalham nesse hospital conseguimos salvar vidas”.

“Quero agradecer a todos pelo tratamento que tive e pelo tratamento que está tendo meu filho de um ano e meio que está internado. Desde o primeiro momento que entrei nesse hospital fui muito bem tratada, e isso vai desde o pessoal da higienização até os enfermeiros e médicos. Fui acolhida no momento mais difícil da minha vida, e isso vou guardar para sempre na memória”, explicou a acompanhante Ivancia Donato.