João Pessoa
Feed de Notícias

Hospital de Trauma de Campina Grande e Hemocentro finalizam campanha de doação de sangue

quarta-feira, 14 de agosto de 2013 - 18:39 - Fotos: 

O Hospital de Trauma de Campina Grande e o Hemocentro Regional finalizaram, na tarde desta quarta-feira (14), a Campanha de Doação de Sangue para reposição do estoque do banco de sangue da unidade hospitalar. A campanha aconteceu das 8h às 16h e captou 18 bolsas de sangue.

Segundo a assistente social do Hemocentro, Fátima Mota, a parceria tem grande importância pelo fato do Hospital ser o maior da região, possibilitando que pessoas de outras cidades e estados tenham oportunidade de realizar a doação de sangue. “Muita gente não tem possibilidade de se deslocar até o Hemocentro Campina Grande, e a unidade móvel permite de certa forma uma comodidade para que o doador faça uma boa ação. Tenho certeza que a partir de agora acontecerá uma habituação das pessoas”, afirmou.

Ainda de acordo com Fátima Mota, no próximo dia 28 de agosto, a unidade móvel estará mais uma vez no Trauma. “No final do mês, estaremos aqui para realizar mais um dia de coleta de sangue. Existem grandes possibilidades de estarmos duas vezes ao mês frequentando a instituição para incentivar a doação”, informou.

Funcionários e acompanhantes de pacientes participaram da campanha desta quarta-feira. É o caso do Sr. José Maria Ferreira, que doou sangue para ajudar no estoque do hospital. “Sou doador há muito tempo, e quando vi a unidade móvel do hemocentro fiquei muito feliz. Sou da cidade de Gado Bravo/PB e venho poucas vezes em Campina. Só sabe da importância da doação quem precisa. Além de realizar uma boa ação, me sinto mais disposto”, disse.

O bioquímico do Banco de Sangue do Trauma/CG, Claudino Carvalho, revelou que existe uma preocupação por conta da diminuição nas doações de sangue. “Acredito que, por conta da dificuldade de conscientização das pessoas, as doações têm diminuído. Em média, estamos utilizando 700 bolsas de sangue por mês. Temos que fomentar a importância de lembrar que sangue é vida, e que isso possa ultrapassar os obstáculos na hora da doação”, enfatizou.

Mais de 56 mil pessoas foram atendidas este ano no Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes, em Campina Grande. A unidade atende cerca de 300 pacientes diariamente.