Fale Conosco

7 de março de 2017

Hospital de Trauma de Campina Grande comemora Dia Internacional da Mulher



O Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes, em Campina Grande, que integra a rede hospitalar do Governo do Estado, promove nesta quarta-feira (8), a partir das 9h, o seminário Mulher e os Espaços Vulneráveis em comemoração ao Dia Internacional da Mulher. O evento acontecerá no auditório da unidade hospitalar e será ministrado pela psicóloga e mestre em Sociologia Thaisa Santos de Almeida.  O público alvo desse evento são as colaboradoras, estagiárias e acompanhantes.

O psicólogo e coordenador do Centro de Estudos, Capacitações e Eventos (CECE), Moises de Lima, afirma que o objetivo do seminário é comemorar o Dia Internacional da Mulher, possibilitando reflexões acerca das dificuldades encontradas pela mulher nas instituições públicas e privadas.

A homenagem ao Dia Internacional da Mulher é de iniciativa do setor de Recursos Humanos.  De acordo com a chefe do RH do Trauma de Campina Grande, Sanara Farias,  o Dia da Mulher lembra uma luta constante de busca pelos direitos, de busca pela saúde. “Neste dia, precisamos lembrar dos avanços que nós já fizemos e dos que ainda estão por vir”, comentou Sanara.

Na programação consta ainda um Dia de Beleza, sorteio de brindes para as colaboradoras e terminará com um coffee break.

História do 8 de março – O 8 de março foi escolhido como Dia Internacional da Mulher para lembrar um acontecimento ocorrido em 8 de março 1857, quando operárias de uma fábrica de tecidos de Nova Iorque foram reprimidas com violência ao fazerem uma greve por melhores condições de trabalho. Elas foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada, e 130 tecelãs morreram carbonizadas.

Em 1910, numa conferência na Dinamarca, a data passou a ser o Dia Internacional da Mulher. E, em 1975, por meio de decreto, a data foi oficializada pela ONU – Organização das Nações Unidas.