Fale Conosco

4 de maio de 2015

Hospital de Trauma de Campina Grande atende quase 8 mil pacientes em abril



O Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande atendeu 7.941 pacientes no mês de abril de 2015. O número de envolvidos com acidente de moto continua preocupando os profissionais de saúde. De acordo com os números informados pelo setor de estatística, foram 862 acidentados, o que representa 10,85% do total.

A unidade hospitalar ainda atendeu 40 pessoas com ferimentos por arma branca (FAB), 43 pacientes com ferimentos por arma de fogo (FAF), 107 por acidente de carro, 48 vitimas de atropelamento e 82 pessoas por agressões e/ou espancamento. O restante dos atendimentos foi de casos clínicos e pediatria.

De janeiro a abril de 2015 o Trauma de Campina Grande acolheu 30.354 pacientes, sendo 3.489 vitimas de acidentes de moto. Esse número representa 11,49% do total de atendimentos na instituição.

Outro número que chamou atenção foi o aumento nos atendimentos a vítimas picadas por escorpião. Em março de 2015, o número foi de 81; em abril, esse número subiu para 108, um aumento de 33,33% nos casos. Em eventual picada de animais peçonhentos o paciente deve deslocar-se ao Hospital de Trauma de Campina para ser avaliado e medicado pelos profissionais do Centro de Informações a Assistência Toxicológica de Campina Grande (Ceatox). A unidade do Ceatox que fica dentro do hospital surgiu de uma parceria entre o Trauma de Campina Grande e a Universidade Estadual da Paraíba (UEPB).

Para garantir a eficiência no atendimento e a assistência a todos, a unidade de saúde conta com 354 médicos, sendo 64 de plantões 24 horas em todas as especialidades de urgência. O hospital dispõe de internação clínica e cirúrgica e também de seis salas no bloco cirúrgico, com 302 leitos.

O Trauma de Campina Grande é referência em traumatologia para 203 municípios da Paraíba, além de algumas cidades do Rio Grande do Norte e Pernambuco. A unidade chega atender 300 pacientes diariamente.