Fale Conosco

17 de abril de 2009

Hospital de Trauma da capital terá projeto de musicoterapia



É possível criar um clima de paz e bem estar dentro de uma unidade hospitalar que trata de casos de alta complexidade? A pergunta já tem resposta na prática no Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena em João Pessoa. A direção do Hospital iniciou esta semana o projeto Musicoterapia. Pacientes e funcionários começaram a assistir apresentações musicais ao vivo nas enfermarias e ambientes de trabalho. O remédio sonoro terá doses repetidas toda semana, terça e quinta-feira, às 11h30, no hall do restaurante.

A iniciativa da nova gestão foi recebida com aplausos pelo público-alvo. “Essa é uma ação bem vinda, sabemos que a música faz bem aos ouvidos, e se você está estressado da labuta do dia a dia, chega aqui para almoçar, e é recepcionado com uma boa música, uma boa comida, isso vai ajudar muito a você ficar mais empático consigo mesmo e continuar a sua jornada de trabalho”, afirmou Roberto Pereira, assistente administrativo.

O técnico em segurança do trabalho Ronaldo de Sousa disse que os funcionários sentiam essa necessidade há bastante tempo “Faz bem pra relaxar da tensão do dia a dia, e essa idéia chegou na hora certa. Nunca é tarde pra se fazer as coisas”. Já a enfermeira Marise considera a proposta muito importante, sobretudo, para quem vive em um ambiente de muito estresse e tensão.

O projeto consiste em oferecer aos enfermos, acompanhantes e servidores do Hospital instantes de lazer e relaxamento a partir da música. Em uma ação voluntária, o funcionário e músico Djanilo Ventura, sonoplasta e tecladista, se dispôs a brindar os colegas com apresentação de teclado acompanhado pelo violinista da Orquestra Sinfônica da Paraíba, Paulo Barreto.

Em seu discurso no lançamento do projeto, o diretor geral do Hospital de Trauma, José Carlos de Freitas Evangelista, enalteceu a importância da humanização do pessoal de trabalho, bem como a possibilidade de oferecer momentos de paz aos pacientes. “Não se consegue fazer um hospital referência quando os profissionais de atendimento não estão sendo tratados humanamente”.

O Projeto teve a iniciativa do diretor administrativo do HT, Luiz Salomão. “A nova ordem é buscar uma melhor produtividade através de um clima organizacional positivo. A valorização do funcionário está entre as prioridades da nova diretoria”, anunciou Luiz Salomão.