Fale Conosco

23 de setembro de 2011

Hospital de Trauma convoca voluntários para doar sangue



O Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena precisa repor pelo menos 240 bolsas de sangue ao Hemocentro da Paraíba por mês, mas só tem conseguido devolver 80. Para isso, a partir de amanhã (24), inicia oficialmente a Campanha Permanente de Doação de Sangue, numa solenidade que acontecerá a partir das 8h, no estacionamento em frente à entrada principal da unidade. A ação vai se concentrar numa unidade móvel que permanecerá no hospital até as 16h, para viabilizar a doação dos voluntários. A demanda mensal no hospital é de 800 bolsas de sangue.

A campanha começa neste sábado, mas acontecerá sempre nas primeiras quartas-feiras do mês, até o final do ano. “Com essa mobilização, queremos tanto melhorar o estoque de sangue quanto garantir o componente para os períodos festivos, quando há aumento no número de acidentes”, disse o diretor geral do Hospital de Trauma, Ginaldo Lago.

De acordo com a coordenadora da Agência Transfusional (banco de sangue) do hospital, Rosineide Soares, o consumo do hemoderivados no Trauma é elevado – há algum tempo, a demanda tem chegado a mil bolsas de sangue por mês. “O Hemocentro nos ajuda, mas é nossa responsabilidade manter o estoque, para que não falte nem para nós e nem para outros hospitais”, disse.

Cada bolsa de sangue pode ser fracionada em outros componentes, como plasma fresco e plaquetas, muito utilizados no tratamento de queimados e de distúrbios na coagulação. “No Trauma, o sangue é vital, devido às emergências”, lembrou Rosineide. O consumo diário na unidade chega a 50 bolsas.

Folga – De acordo com Lago, embora o Trauma tenha uma política interna de captação de sangue direcionada aos funcionários e parentes das vítimas, ainda há déficit no índice de reposição. “A mobilização pretende reforçar medidas de conscientização sobre a importância da doação de sangue”, ressaltou.

Como incentivo à doação de sangue, cada funcionário doador terá direito a um dia de folga. Para doar sangue na unidade móvel é necessário apresentar um documento original com foto (RG, CTPS ou passaporte).

A equipe da Agência Transfusional do Hospital de Trauma faz uma orientação aos doadores: é preciso estar em boas condições de saúde; ter entre 18 e 65 anos; pesar, no mínimo, 50 kg; não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12 horas; e não ter tido hepatite após os 11 anos de idade, entre outros. “Doar sangue é doar vida. É um ato de amor, e acima de tudo, de solidariedade e cidadania”, finalizou Lago.