João Pessoa
Feed de Notícias

Hospital de Emergência e Trauma começa a transferência de pacientes

sexta-feira, 13 de maio de 2011 - 18:47 - Fotos:  João Francisco/Secom-PB

A direção do Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena já transferiu cerca de 30 pacientes somente nesta tarde de sexta (13). A medida atende a uma liminar da juíza da 2ª Vara da Fazenda da Capital, Silvana Pires Brasil Lisboa. Segundo a diretora da unidade, Fabiana Fernandes de Araújo, os pacientes estão sendo recebidos no Hospital Monte Sinai, em Jaguaribe, e no Hospital Santa Isabel, no Tambiá.

Neste primeiro momento, o Trauma está providenciando a transferência dos pacientes clínicos e de pós-operatório, cujos quadros são de gravidade menor ou que estão em fase de recuperação. “Além disso, designamos um especialista na área de ortopedia para acompanhar esses pacientes em cada hospital e, assim, conseguiremos oferecer a assistência que eles precisam”, declarou. A meta é transferir cerca de 70 pacientes que estão na extensão da área verde.

A diretora do Trauma disse que as transferências devem ser concluídas apenas amanhã, em virtude de que esse processo requer a confirmação da existência da vaga em outra unidade e ainda os cuidados necessários no transporte do paciente. A direção do Hospital ainda lembrou que as famílias estão sendo comunicadas a fim de que possam acompanhar os pacientes transferidos.

As medidas para desafogar o atendimento no Hospital de Trauma começaram esta semana, com um acordo com a Cooperativa dos Ortopedistas (Coort), que encaminhou equipes extras para trabalhar duas vezes por semana realizando uma média de 20 cirurgias a mais do que a capacidade habitual. Nesta sexta pela manhã, o secretário Waldson de Sousa anunciou um contrato com o Hospital Monte Sinai, para utilização de 20 leitos e mais dois de UTI.

Só neste ano, quase 20 mil pessoas já foram atendidas no maior hospital da rede pública na Paraíba, que está trabalhando com 50% acima da sua capacidade operacional, com 220 pacientes internos.

Mensalmente são realizados em média 6.500 atendimentos nos setores de urgência e emergência. O número de cirurgias chega até 400 e por dia são feitos cerca de 180 atendimentos. “O Hospital de Trauma é o único na Capital, incluindo unidades privadas, que mantém três neurocirurgiões por plantão”, lembrou Ginaldo Lago, diretor administrativo.