Fale Conosco

17 de dezembro de 2016

Hospital Clementino Fraga apresenta peça teatral para pacientes, acompanhantes e colaboradores



Em clima de confraternização, o grupo teatral Pastoril Profano apresentou, no início da noite desta sexta-feira (16), o espetáculo “As Coroas” para pacientes, acompanhantes e colaboradores do Complexo de Doenças Infectocontagiosas Clementino Fraga que integra a rede hospitalar do Estado.

A experiência, considerada exitosa, foi idealizada por Adriana Marques e por  Sebastian Gomes – colaborador e ator do grupo (Santo Antônio) com  apoio diretora geral do Hospital Adriana Teixeira.

Ao término do espetáculo, Adriana Teixeira parabenizou o grupo em nome do diretor Edilson Alves e enfatizou a importância da ação para ajudar no reestabelecimento da saúde dos pacientes internos. “Esse momento também serve como terapia coletiva para acompanhantes e colaboradores”, enfatizou.

Segundo o gerente de Ações Estratégicas Francisco Morais a ideia é criar, em 2017, um calendário com esse tipo de ação, que terá como objetivo proporcionar por meio de descontração   terapia coletiva a pacientes, acompanhantes e colaboradores.

O espetáculo As Coroas apresentado pelo Pastoril Profano retrata a história de uma viúva (dona Socorro) e três filhas solteiras (Maria das Dores, Maria da Luz e Maria da Paz), onde dona Socorro fez uma promessa a Santo Antônio para as três filhas não casarem. E toda vez que elas arrumavam um namorado, dona Socorro ao conhecê-los, falava mal das filhas para que o namoro findasse. A comédia já foi apresentada em outros estados. O elenco é composto por Edilson Alves – ator e diretor, Dinart Silva, Tony Silva, Sergio Lucena e Sebastian Gomes.