João Pessoa
Feed de Notícias

Hospital Arlinda Marques recebe visita do Círculo do Coração-PE e de ONG internacional

sábado, 11 de abril de 2015 - 13:34 - Fotos: 

O Complexo de Pediatria Arlinda Marques, que integra a rede hospitalar do Estado, recebeu na tarde dessa sexta-feira (10) a visita da equipe do Círculo do Coração de Pernambuco e da ONG internacional Children’s Heart Link. Durante toda a tarde, a secretária de Estado da Saúde, Roberta Abath, junto com a direção e representantes do hospital, apresentou o trabalho que vem sendo realizado desde 2011, resultado de uma parceria do Governo do Estado com a Rede de Cardiologia PB-PE.

O chefe do Serviço de Cirurgia Cardíaca Pediátrica do Hospital de Base de São José do Rio Preto (SP), Ulisses Alexandre Croti, parabenizou a parceria entre a Secretaria de Estado da Saúde e o Círculo do Coração pelo serviço que vem sendo ofertado às crianças cardiopatas. “Essa parceria tem sido fundamental para o serviço de alto nível que vem sendo oferecido. Sem essa interação Estado-Hospital-Prestadores de serviço nada acontece. O trabalho que vem sendo realizado aqui precisa ser divulgado e reconhecido pela população em geral”, disse.

A presidente do Círculo do Coração, Sandra Mattos, ressaltou a importância do reconhecimento internacional para o trabalho realizado na Paraíba. “O projeto do Círculo do Coração já está atingindo o nível de chamar a atenção da comunidade internacional e esse reconhecimento é muito importante. Grupos que ajudam crianças em outras partes do mundo estão se mobilizando para vir nos conhecer, conhecer esse modelo de trabalho e considerar não só o estabelecimento de uma parceria, como também a expansão do modelo para outras áreas”, disse Sandra.

O pequeno José Everton, 6 meses de idade, nasceu com problema cardíaco e será submetido à cirurgia nesta segunda-feira (13). Elaine de Carvalho, mãe do bebê, disse que está ansiosa, porém tranquila por saber que seu filho está em boas mãos. “Logo quando soube do problema cardíaco dele fiquei muito nervosa, a gente nunca quer ver um bebê tão pequeno passando por cirurgia, mas hoje estou tranquila, pois aqui no Arlinda Marques ele tem recebido todo cuidado e carinho necessário. Agora só estou ansiosa para que ele passe pela cirurgia, pra poder ver meu bebê curado”, disse Elaine.

A chefe da cirurgia cardíaca do Hospital Arlinda Marques, Sheila Maria Vieira, ressaltou a evolução do serviço nos três anos do projeto Círculo do Coração na unidade hospitalar. “Tem sido uma experiência fantástica pela quantidade de pessoas que a gente pode ajudar. Antes elas iam para Pernambuco e hoje a gente consegue ficar aqui e resolver os casos. Durante esses três anos do projeto, fomos melhorando devagar, mas agora já vemos melhoras em todos os níveis, na enfermaria, na UTI, com equipamentos, entre outros. O Arlinda Marques está ajudando as crianças cardíacas oferecendo um serviço pioneiro no país. O serviço de cardiologia infantil que hoje a Paraíba oferece funciona com excelência”, disse Sheila.

O diretor para o Brasil, China e Malásia da ONG Children’s Heart Link, organização mundial que reúne instituições de vários países para intercâmbio em cirurgia cardíaca infantil, Andreas Tsakistos, veio conhecer o projeto e o trabalho que vem sendo realizado na Paraíba. “Essa é a minha primeira visita ao Estado e estou muito impressionado com o belo trabalho que encontrei aqui. Já tinha ouvido algumas coisas, mas queria ver pessoalmente o excelente trabalho que vem sendo feito aqui para aumentar o acesso das crianças com problemas cardíacos ao seu tratamento. A Paraíba hoje é exemplo para todo o Brasil. É importante essa troca de conhecimentos, para que as crianças cardíacas possam cada dia mais ter acesso aos serviços e cuidados necessários”, destacou Andreas.

O diretor geral do Hospital Arlinda Marques, Bruno Leandro de Souza, disse que o Governo do Estado tem a preocupação de aperfeiçoar cada vez mais o serviço oferecido, habilitando novos serviços, trazendo mais equipamentos, para assim oferecer sempre um atendimento de maior qualidade, buscando os melhores resultados.

“A parceria Círculo do Coração – Governo da Paraíba é muito engrandecedora, do ponto de vista que a gente consegue fazer hoje no Estado cirurgias de alta complexidade. Essas cirurgias melhoram a qualidade de vida das crianças, diminuindo bastante a mortalidade de crianças que nasciam cardiopatas aqui na Paraíba. A visita de hoje vem a engrandecer o serviço, uma vez que traz convidados de outros estados e países para mostrar o nosso trabalho e interagir de uma forma onde a experiência que eles têm com outros serviços possa engrandecer ainda mais e melhorar a qualidade e experiência que nós temos em relação às cirurgias cardíacas”, explicou Bruno de Souza.

Bruno lembrou também que o número de cirurgias vem aumentando gradativamente. Em 2011/2012 foram realizadas 52 cirurgias e em 2013 foram 102, um aumento de quase 100%. “Essas cirurgias aumentaram não só em quantidade, mas também em qualidade, ou seja, casos mais graves estão sendo operados aqui na Paraíba. Em um breve espaço de tempo a gente pretende operar casos ainda mais graves e quem sabe até receber crianças de outros estados através de convênios. O Estado da Paraíba é hoje destaque em cirurgias cardíacas e tratamento de cardiologia como um todo”, ressaltou o diretor da unidade hospitalar.

A secretária de Estado da Saúde, Roberta Abath, falou sobre a importância do Círculo do Coração dentro do Estado. “Os indicadores cirúrgicos despontam nacionalmente à frente de grandes centros. A visita de um cirurgião cardíaco de um hospital de clinicas de São Paulo e de uma ONG internacional, reconhecendo o serviço que aqui é realizado, mostra que nós somos capazes de fazer e de acolher, dentro de um rede de cardiologia, o que antes era apenas um sonho para tantas mães, cujos filhos nasciam com cardiopatias complexas e ficavam a espera de uma possível vaga e tratamento em outro estado”, disse.

A secretária de Saúde lembrou ainda que a criança portadora de cardiopatia complexa grave precisa ter a resolutividade garantida dentro do princípio da integralidade do Sistema Único de Saúde (SUS). “O Círculo do Coração se apresenta hoje como uma política de governo do Estado da Paraíba, que visa se concretizar enquanto aqui permanecer como uma política de Estado, no intuito missionário de qualificar e ajudar o Governo na estruturação de uma rede que já desponta com a efetivação de cirurgias e correções genéticas graves. É prioridade manter, ampliar e mostrar para a população que o Governo do Estado faz do coração dos pequenos o que a gente quer que seja o coração de todos”, concluiu Roberta Abath.

Dados – O aporte do Governo, por meio do financiamento de recursos da Secretaria de Estado da Saúde, conseguiu realizar 80 mil triagens neonatais, 7 mil consultas e ecocardiogramas, mais de 4 mil atendimentos através das caravanas, 800 capacitações profissionais, além de 330 cirurgias no Complexo de Pediatria Arlinda Marques, referência na área, e mais 62 outras cirurgias, no Recife, de pacientes cardiopatas paraibanos.

Sobre o projeto – A parceria entre o Governo do Estado e a Associação Círculo do Coração foi assinada em outubro de 2011. Na Paraíba, 21 maternidades e o Complexo de Pediatria Arlinda Marques fazem parte do projeto. Além de João Pessoa, outras unidades hospitalares instaladas no interior fazem parte do Círculo do Coração, descentralizando o atendimento nas cidades de Campina Grande, Patos, Sousa, Cajazeiras, Guarabira, Monteiro, Esperança, Itaporanga, Picuí, Santa Rita, Catolé do Rocha, Princesa Isabel e Pombal.

O Círculo do Coração de Pernambuco é uma entidade civil sem fins lucrativos, iniciada em julho de 1994 pelos integrantes da Unidade de Cardiologia e Medicina Fetal (UCMF) do Real Hospital Português (RHP). Seu principal objetivo é viabilizar o tratamento de crianças carentes, portadoras de doenças cardíacas.