Fale Conosco

30 de abril de 2014

Hospital Arlinda Marques realiza vacinação contra a gripe para funcionários



O Complexo de Pediatria Arlinda Marques, que integra a rede hospitalar do Estado, iniciou na manhã desta quarta-feira (30) a vacinação contra a gripe para os funcionários. A ação está sendo coordenada pelo Núcleo de Epidemiologia. De acordo com coordenadora do setor, Thaísa Marta Pereira, a meta é imunizar cerca de mil funcionários no horário das 8 às 15 horas. Ela explicou que a vacinação acontece nesta quarta e no próximo dia 5.

Ela afirmou que esta ação faz parte da campanha que vem sendo realizada em todo o Estado desde o último dia 22. “ Nós, profissionais de saúde, sabemos da importância que essa vacina representa”, destacou Thaísa Marta, ao lembrar que o Núcleo de Epidemiologia sempre realiza ações preventivas e educativas relacionadas a outras doenças.

A enfermeira Jaqueline Bianca Morais foi uma das primeiras a tomar a vacina. “A gente trabalha com crianças e temos que tomar todos os cuidados necessários para não transmitir doenças para elas e é essa vacina é uma das formas de prevenção”, destacou. A colega dela, Kátia Falcão, também recebeu a vacina e destacou a importância do imunizante. “ Nós que trabalhamos na área de saúde sabemos que a prevenção é a principal forma de evitar doenças e no ambiente em que ora trabalhamos, que é um hospital infantil, os cuidados têm que ser redobrados”, enfatizou.

O diretor do Hospital, Bruno Leandro de Souza, afirmou que o Complexo Arlinda Marques sempre está preocupado com a saúde dos seus funcionários e constantemente são realizadas ações de caráter preventivo e educativo. “Ninguém melhor do que um profissional de saúde para saber sobre a importância da prevenção das doenças e é com esse objetivo que estamos imunizando os nossos funcionários para que eles possam desenvolver suas atividades com segurança tanto para ele quanto para o paciente”, disse.

Sobre a campanha – Na Paraíba foram distribuídas pouco mais de 1 milhão de doses da vacina, que protege contra os três subtipos do vírus da gripe determinados pela Organização Mundial de Saúde para este ano (A/H1N1, A/H3N2 e influenza B).

A campanha deste ano tem como novidade a ampliação da faixa etária infantil para crianças de seis meses a menores de cinco anos. No ano passado, o público infantil foi de seis meses a menores de dois anos. O público-alvo na Paraíba é de 946.099 pessoas e a meta da Secretaria de Saúde do Estado (SES) é vacinar 80% desta população, considerada de risco para complicações por gripe.

Além das crianças de seis meses a menores de cinco anos, também serão imunizadas pessoas com 60 anos ou mais, trabalhadores de saúde, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional. As pessoas portadoras de doenças crônicas não-transmissíveis ou com outras condições clínicas especiais também devem se vacinar. Para esse grupo não há meta específica de vacinação.

Reações adversas – Após a aplicação da vacina podem ocorrer, de forma rara, dor no local da injeção, rubor inflamatório e endurecimento do tecido. São manifestações consideradas benignas e na maioria das vezes seus sintomas passam em até 48 horas. A vacina é contra-indicada para pessoas com história de reação anafilática prévia em doses anteriores ou para pessoas que tenham alergia grave relacionada ao ovo de galinha e seus derivados.

Prevenção – A transmissão dos vírus influenza acontece por meio do contato com secreções das vias respiratórias, eliminadas pela pessoa contaminada ao falar, tossir ou espirrar. Ocorre também por meio das mãos e objetos contaminados, quando entram em contato com mucosas (boca, olhos, nariz). Em caso de síndrome gripal, deve-se procurar um serviço de saúde o mais rápido possível.