Fale Conosco

28 de julho de 2016

Hospital Arlinda Marques promove mais uma oficina sobre atendimento humanizado



Dando continuidade às ações e políticas de humanização e acolhimento, o Complexo de Pediatria Arlinda Marques realiza nesta quinta (28) e sexta-feira (29) mais uma oficina que será  destinada aos maqueiros,  recepcionistas e aos funcionários que trabalham nos setores de guarda volume e  no Sistema de Regulação (Sisreg), contemplando cerca de 30 servidores. Semana passada essa mesma oficina foi ministrada para o pessoal do apoio.

Com o tema: “Humanização com Excelência no Atendimento”, a oficina, que começou a partir da 14h, está sendo promovida pelo Grupo de Trabalho de Humanização (GTH), Núcleo de Estudos e Pesquisa (NEP), Ouvidoria e Brinquedoteca. De acordo com a pedagoga Francisca Maria Varela, que está respondendo interinamente pela coordenação do GTH, o objetivo da oficina é explicar o significado e como é realizado o atendimento humanizado bem como orientar com atender com excelência os usuários o que será feito por meio do repasse de informações, apresentações, dinâmicas e dramatizações. “Relações interpessoais, humanização e acolhimento são conceitos que devem fazer parte da rotina de qualquer ambiente trabalho, o que vai proporcionar bem estar e harmonia  entre todos”, destacou Francisca.

Para o diretor geral do Hospital, Cláudio Régis, ações de humanização como estas são importantes em qualquer ambiente de trabalho e principalmente em um hospital aonde muitas vezes a correria e o stress diário chegam a atrapalhar as relações interpessoais, “e por isso temos que manter o equilíbrio, a calma e a serenidade diante de tantas situações adversas”, completou.

A diretora administrativa do Hospital, Angélica Costa, também falou da importância do evento.  “Um dos nossos objetivos, enquanto gestores, é fazer com que os nossos funcionários prestem um atendimento qualificado e, acima de tudo, humanizado tratando com respeito  e  atenção  a todos aqueles que nos procuram e essa oficina tem esse objetivo, ou seja,  trabalhar esses servidores para  que eles coloquem sempre em primeiro lugar esses requisitos básicos na hora do atendimento  que são a humanização, a   atenção e  o respeito que resultam em bom acolhimento”, comentou.

Homenagens – Ainda dentro da política de humanização e como forma de valorizar o servidor e, nesse caso o profissional de saúde, o Arlinda Marques promoveu na manhã de quarta-feira (27) uma homenagem para todos os pediatras  que trabalham na unidade da saúde pela passagem do seu dia. A direção reuniu os médicos que receberam mensagens e participaram de um café da manhã.

Implantada desde 2004, a Política Nacional de Humanização do Complexo de Pediatria Arlinda Marques tem contribuído para aumentar a autoestima e a recuperação dos pacientes internos e dos seus familiares. Com a implantação do Grupo de Trabalho Humanizado (GTH) houve uma melhora substancial no atendimento aos pacientes, que se sentem mais acolhidos. A Política Nacional de Humanização no Ambiente Hospitalar tem como objetivo contribuir para o crescimento da instituição visando um atendimento com qualidade e humanizado.

A Política Nacional de Humanização (PNH) foi criada pelo Ministério da Saúde em 2003. Em sua estrutura interna, objetiva efetivar os princípios do Sistema Único de Saúde no cotidiano das práticas de gestão e fomentar trocas solidárias entre gestores, trabalhadores e usuários para a produção de saúde e a produção de sujeitos. A Política Nacional de Humanização se pauta em três princípios: inseparabilidade entre a atenção e a gestão dos processos de produção de saúde, transversalidade e autonomia protagonismo dos sujeitos que vem para contribuir para que se consiga reorganizar o sistema a partir da sua consolidação e visa assegurar a atenção integral à população como estratégia de ampliação do direito e cidadania das pessoas.