João Pessoa
Feed de Notícias

Hospitais do Estado vão usar sistema que registra gastos com a saúde

segunda-feira, 9 de junho de 2014 - 16:46 - Fotos: 

A Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio do Núcleo de Economia da Saúde (NES-PB), realiza desta segunda (9) até quarta-feira (11), das 8h às 17 h, na Federação Espírita, em João Pessoa, um treinamento do Sistema de Apuração e Gestão de Custos do SUS (ApuraSUS). O ApuraSUS é um sistema de informação, desenvolvido pelo Ministério da Saúde, no qual as Unidades de Saúde registram todos os gastos com os serviços oferecidos à população pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

O SUS é gratuito, mas possui custos para o Estado. A saúde tem preço e precisamos deixar isso claro ao cidadão que precisa ter ciência do quanto está sendo gasto para que ele tenha um tratamento adequado”, disse a chefe do Núcleo de Economia da Saúde da SES, Shirleyanne Brasileiro.

O evento está sendo destinado aos hospitais pilotos da Paraíba e marca a entrega do sistema para os seguintes hospitais: Arlinda Marques: Traumas de João Pessoa e Campina Grande; Maternidade Frei Damião; Complexo Hospitalar Clementino Fraga; Hospitais Regionais de Picuí e Cajazeiras.

De acordo com Shirleyanne, estes hospitais são tidos como “pilotos” porque já vêm sendo preparados para receber o sistema. “Antes, os hospitais não tinham uma cultura de organização dos seus dados, coletas e despesas, gastos e custos. Nós elegemos sete hospitais que são referências no Estado, com perfis diferentes, para fazermos um estudo dessa ferramenta de gestão”, disse.

Os sete hospitais estão há seis meses passando por treinamentos específicos e, depois do evento, começarão a utilizar o sistema. “Começamos com a teoria, com o embasamento do Programa Nacional de Gestão de Cursos e, a partir de agora, os gestores já começarão a alimentar o sistema na prática”, falou Shirleyane.

O treinamento está sendo feito por técnicos do Ministério da Saúde, do Programa Nacional de Gestão de Cursos (Departamento de Economia) e do Núcleo de Economia da Saúde da Paraíba, SES.

A meta é que até setembro os gestores destes sete hospitais pilotos possam fornecer à SES os primeiros indicadores de custeio de produção e até o mês de agosto a intenção é que todos os hospitais da rede estejam utilizando o sistema ApuraSUS.