João Pessoa
Feed de Notícias

Hemocentro recebe torcedores no Dia ‘D’ da Campanha Sangue Corinthiano

sábado, 20 de dezembro de 2014 - 17:39 - Fotos:  Vanivaldo Ferreira/ Secom-PB

O Hemocentro da Paraíba recebeu, durante todo o sábado (20), a Torcida Fiel do Corinthians em João Pessoa, para a realização do dia D da Campanha Sangue Corinthiano. Esta é a 14ª edição do evento, que acontece simultaneamente em todo o Brasil. A torcida na capital paraibana tem quase 60 associados.

Mariana Ferreira, torcedora do time, já é doadora de sangue há dois anos, e resolveu participar da ação. “Eu procuro doar a cada três meses, mas vendo o chamado da torcida pelas redes sociais resolvi vir hoje para também fazer parte desse dia tão importante”, disse.

Ela disse que desde a primeira doação, que foi para ajudar um amigo, não parou mais, e ressaltou a importância de que as pessoas percam o medo e doem sangue. “Não precisa ter medo algum, não dói, é bem tranquilo. Nunca senti nada depois das doações, tontura, nada. Muitas cirurgias são canceladas por falta de sangue, todo dia tem alguém precisando e o estoque está sempre no limite, pois, geralmente são as mesmas pessoas que vêm doar, então peço que as pessoas venham doar que, com certeza, você vai salvar uma vida”, disse Mariana.

A Campanha Sangue Corinthiano tem o objetivo de, todos os anos, promover o “Dia do Corinthiano Doar Sangue”, fidelizando e mobilizando torcedores pelo Brasil sobre a importância da doação de sangue. De acordo com o coordenador de marketing da Torcida Fiel Corinthiana em João Pessoa, Daniel Alves, os membros da equipe se engajaram com a ação nacional desde o início, em julho de 2008. “A campanha acontece duas vezes por ano e nosso objetivo é aumentar o número de doadores. Não importa se o torcedor é de arquibancada, de torcida organizada ou acompanha o Timão só pelo rádio ou TV, o importante é fazermos nossa parte salvando vidas”, disse.

Daniel lembrou também que a campanha pretende mobilizar torcedores de outros times. “Convidamos outras torcidas para se engajarem na causa. A rivalidade fica nos gramados, chegou a hora de ajudar quem precisa. Todos nos unimos para salvar vidas”, concluiu Daniel.

Segundo Isabel Cristina, enfermeira do Hemocentro, em períodos de festas o estoque caí, porém a demanda aumenta. Ela ressaltou a importância da doação constante. “Ações como esta dos torcedores do Corinthians são muito importante, pois nesse momento estamos com o estoque de sangue abaixo de 50%. Em períodos de festas e férias, pelas bebidas e viagens, as pessoas se esquecem de doar sangue, mas justamente nesse período a demanda aumenta, principalmente do Hospital de Trauma. Por isso é importante que todos venham doar, independente da época”, disse.

Cada vez que uma pessoa doa sangue, salva a vida de até quatro pessoas. A quantidade de sangue retirada não afeta a saúde do doador e a sua recuperação é imediata. Os tipos sanguíneos mais procurados são A+ e O+, enquanto que o tipo mais difícil de obter é o AB-, pois apenas 0,3% da população possuem essa tipagem.

A rede conta com os Hemocentros de João Pessoa (3218-7600) e Campina Grande (3310-7130), e tem unidades (hemonúcleos) em Patos (3423-2180), Sousa (3522-6364), Cajazeiras (3531-6687), Monteiro (3351-2004), Picuí (3371-2554), Piancó (4352-2733), Itabaiana (3281-2640), Catolé do Rocha (3441-2281), Princesa Isabel (3457-2938), Itaporanga (3451-3819) e Guarabira (3271-3610).

Condições para ser doador de sangue

- Ter idade entre 16 e 67 anos, 11meses e 29 dias (se for menor de 18 anos é necessário autorização do responsável legal);

- Pesar acima de 50 quilos;

- Ter dormido normalmente nas últimas 24 horas;

- Estar alimentado, dando intervalo de 2 horas após o almoço;

- Evitar alimentos gordurosos na véspera e no dia da doação;

- Não ter tido hepatite após os 11 anos de idade;

- Não estar gripado, resfriado, com febre ou diarréia;

- Não ter ingerido bebida com álcool nas últimas 12 horas;

- Não ter comportamento de risco para doenças sexualmente transmissíveis;

- Não estar grávida ou em período de amamentação. A menstruação e o uso de pílulas anticoncepcionais não impedem a doação;

- Respeitar o intervalo entre as doações que devem ser de dois meses para os homens e de três meses para as mulheres.