Fale Conosco

21 de março de 2012

Hemocentro realiza coletas em Taperoá e no Trauma de Campina Grande



Durante os vinte primeiros dias de março, o Hemocentro Regional de Campina Grande recebeu 1.632 doações de sangue, voltando à normalidade de atendimentos e atingindo a média mensal de duas mil doações por mês. Em janeiro e fevereiro, devido às férias e ao Carnaval, tradicionalmente, as doações de sangue reduzem.

Com o objetivo de aumentar o estoque de sangue, o Hemocentro de Campina Grande, em parceria com as secretarias municipais de Saúde, realiza coletas externas em lugares estratégicos de Campina Grande e de cidades circunvizinhas – possibilitando, assim, a aproximação do Hemocentro com o doador, em diversos locais. Nesta quarta-feira (21), a unidade móvel estará na cidade de Taperoá, ao lado do hospital local, e, no dia 28, no Hospital de Trauma de Campina Grande, das 8h às 16h.

Para doar sangue – É necessário o doador pesar acima de 50 kg, estar bem de saúde, apresentar documento oficial com foto, ter entre 18 e 68 anos (adolescentes com 16 e 17 anos podem, desde que tenham autorização dos pais), não ter ingerido bebida alcoólica nas ultimas 12 horas, estar bem alimentado e ter dormindo bem na noite anterior.

Para doação de medula óssea – É necessário preencher um formulário com os dados pessoais, documento oficial com foto e apresentação do cartão SUS. Após esse processo, serão colhidos cinco mililitros de sangue do doador para identificar as suas características genéticas, e então seus dados pessoais serão incluídos no Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea (Redome). Caso o doador seja compatível com algum paciente, serão realizados outros exames e o Hemocentro entrará em contato para confirmar a doação.