Fale Conosco

28 de abril de 2016

Hemocentro da Paraíba promove inclusão social com coleta seletiva



A partir de ações de suporte 3Rs propostos no Plano de Gerenciamento de Resíduos: Reduzir, Reutilizar, Reciclar referentes a coleta seletiva, o Hemocentro da Paraíba vem promovendo a inclusão social dos catadores de recicláveis da cidade, por meio do termo de compromisso estabelecido com a Associação dos Catadores de Recicláveis de João Pessoa (Ascare-JP).

Essa iniciativa, em que são doados mensalmente os materiais recicláveis produzidos na unidade do hemocentro, contribui para a geração de renda de 26 famílias de João Pessoa. São encaminhados por mês para a Ascare cerca de 240 kg de papelão, 130 kg de plástico e 60 kg de vidro.

Para o responsável pelo Plano de Gerenciamento de Resíduos do Hemocentro, Aderaldo Santana, as ações já apresentam resultados. “O objetivo social de ajudar na geração de renda dos catadores vem sendo cumprido, além da garantia na qualidade da gestão de resíduos, e o compromisso com o meio ambiente”.

Preocupada com o impacto causado pelos resíduos hospitalares e os gastos decorrentes da administração dos detritos, a direção do hemocentro realizou alterações na forma de gerir os resíduos sólidos. “A mudança deu início com a conscientização dos nossos funcionários, que passaram a compreender a importância do descarte correto, tanto para o meio ambiente, quanto para a sociedade”, explica a diretora geral do hemocentro, Sandra Sobreira.

O Hemocentro da Paraíba é uma das primeiras instituições nas unidades de saúde do Estado a colher bons frutos com o novo modelo de gestão por meio do Plano de Gerenciamento de Resíduos: Reduzir, Reutilizar, Reciclar. Com o reaproveitamento de materiais de expediente, mudança na rotina de serviço, e a conscientização dos funcionários, o indicador dos primeiros meses de 2016 já apresenta 93,5% de segregação correta.