João Pessoa
Feed de Notícias

Hemocentro da Paraíba participa do desfile cívico e levanta a bandeira da doação de sangue e de medula óssea

sexta-feira, 8 de setembro de 2017 - 12:49 - Fotos:  Secom-PB

Para incentivar a doação voluntária de sangue e de medula óssea, o Hemocentro da Paraíba participou nesta quinta-feira (7) do desfile cívico em João Pessoa. Cerca de 100 pessoas integraram o desfile da instituição realizado na Avenida Duarte da Silveira.

Por volta das 10 horas, a ala “Doadores do Futuro”, formado por crianças, abriu o desfile. Vestidas de super-heróis elas mostraram que doar sangue é salvar vidas e se tornar um herói para muitas pessoas.

Já no Pelotão da Vida marcharam os funcionários do Hemocentro e o grupo “Anjos da Enfermagem”. Eles convidaram a todos para fazer o cadastro no banco de voluntários à doação de medula óssea.

A Banda Marcial de Padre Nicola Mazza, sob a regência do maestro Deivison Dantas, foi quem ditou o ritmo do desfile. Eles apoiaram a ação nessa corrente solidária.

No pelotão seguinte, o Hemocentro prestou uma homenagem a todos os doadores de sangue, proporcionando um encontro entre eles e pessoas que foram salvas pelo sangue durante tratamento de saúde.

Com a faixa “Um doador de Sangue salvou a minha vida”, Denise Avelino e a paratleta paraibana Natália Almeida iniciaram a ala de agradecimentos.

A paratleta estava em seu primeiro desfile cívico. ”Eu fiquei muito feliz com o convite para desfilar. Eu vim atender o chamado e participar desta campanha que vocês tanto prezam que busca sensibilizar as pessoas para doar sangue. Quero que as pessoas vejam que o sangue doado por elas, salvou nossas vidas”, destacou.

Em seguida, ainda fazendo um agradecimento a todos os doadores, estava Renata Rocha. Ela, que venceu a luta contra um câncer e durante a terapia precisou receber sangue e plaquetas, chamou atenção ao desfilar com uma toca na cabeça e segurando um banner que dizia “Obrigado por salvar a minha vida”. A foto retratada no banner deixava claro que a jovem enfrentou um momento de intensa debilidade física e perda total de cabelo.

Um dos momentos mais emocionantes aconteceu em frente ao palanque das autoridades. Renata Rocha retirou a toca que escondia sua bela cabeleira e mostrou que atualmente está completamente curada. Ela agradeceu a todos os doadores de sangue.

“É uma honra participar do desfile e estar aqui prestigiando. Acredito também que esta é uma oportunidade para o doador de sangue ver pessoas que foram salvas pelo sangue doado. Este é um momento de dar este reconhecimento e de agradecer as pessoas que doaram sangue. Isso também incentiva mais pessoas a salvar vidas”, ressaltou Renata Rocha.

Encerrando o desfile, os grandes heróis voluntários: os doadores de sangue. Para Sandro Marques que desfilou neste pelotão o momento foi de confraternização. “Achei muito interessante desfilar com quem um dia recebeu sangue. Eu já sou doador desde 2005 e a partir de agora me sinto ainda mais motivado para continuar doando voluntariamente sangue”, afirmou.

Para o doador Flávio José da Silva este ato cívico será inesquecível. “Estou muito feliz e satisfeito. Tenho uma família doadora de sangue há muito tempo. Meu pai, meus tios, meus irmãos, todos doam sangue. É gratificante saber que com um gesto tão simples a gente ajuda muitas pessoas”, declarou.

De acordo com a coordenadora do Núcleo de Ações Estratégicas do Hemocentro da Paraíba, Elaine Farias, o desfile cívico é uma excelente oportunidade para dar visibilidade ao trabalho de grande relevância e utilidade pública desenvolvida pelo Hemocentro. A coordenadora agradeceu ainda as ONGs, entidades públicas, privadas, religiosas e de classe que realizam parcerias para que o banco de sangue continue salvando vidas.