João Pessoa
Feed de Notícias

Hemocentro da Paraíba participa de capacitação sobre qualidade do Ato Transfusional

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015 - 17:43 - Fotos:  Alberi Pontes

Buscando garantir que a Rede Hospitalar Paraibana utilize de forma racional todo o sangue coletado pela Hemorrede Estadual, o Hemocentro da Paraíba está participando, nesta quarta (2) e quinta-feira (3), da I Oficina de Sensibilização e Capacitação do Ato Transfusional do Estado da Paraíba. O evento, que acontece no Littoral Hotel, em João Pessoa, tem como público-alvo os profissionais de saúde que atuam na prescrição de transfusão, nos serviços de hemoterapia, e na vigilância-sanitária das áreas de hemoterapia e hemovigilância.

A oficina é promovida pela Coordenação Geral do Sangue, do Ministério da Saúde, e tem como objetivo desenvolver, disponibilizar e estimular o uso de um instrumento pedagógico como referencial básico para a capacitação de profissionais de saúde envolvidos com o ato transfusional, visando a melhoria da assistência ao receptor de hemocomponentes e ao fortalecimento das ações de hemovigilância.

“A Anvisa e o Ministério da Saúde desenvolveram o Projeto “Qualificação do ato transfusional”, com o objetivo de desenvolver, disponibilizar e estimular o uso de um instrumento pedagógico como referencial básico para a capacitação de profissionais de saúde envolvidos com o ato transfusional, visando à melhoria da assistência ao receptor de hemocomponentes e ao fortalecimento das ações de hemovigilância. Então, não basta o produto sangue ser seguro, o médico precisa saber fazer uso racional dele, instalar adequadamente esse sangue, observar o paciente, precisa dar o diagnóstico de reação transfusional, entre outras coisas”, explicou a médica da Coordenação de Sangue e Hemoderivados do Ministério da Saúde, Maria de Fátima Fernandes.

Durante os dois dias de evento serão realizadas palestras e outras apresentações teóricas, porém, segundo Maria de Fátima, o foco da oficina é a discussão de casos clínicos. “Nesses dois dias de evento discutiremos mais de 20 casos clínicos. Essa oficina representa um upgrade que estamos dando em prol da segurança do paciente, pois isso é nosso foco. Trabalhamos com o sangue seguro, não para ele estar na prateleira, mas para ele chegar seguro para o paciente.”, disse.

Para a diretora geral do Hemocentro da Paraíba, Sandra Sobreira, o evento representa um avanço para a Paraíba. “Essa oficina é de extrema importância, não só para a Hemorrede Estadual, mas também para todas as pessoas que trabalham em hospitais, para que elas possam ter um parâmetro de como usar qualquer hemocomponente, sem estar sobrecarregando os pacientes e nem tampouco oferecendo menos do que é necessário. Nós do Hemocentro da Paraíba estamos sempre buscando oferecer um serviço de maior qualidade para a população paraibana”, disse Sandra Sobreira.