Fale Conosco

16 de maio de 2018

Hemocentro da Paraíba lança campanha ‘Sem Adorno’ voltada para colaboradores



O Hemocentro da Paraíba lançou na manhã dessa terça-feira (15) a ‘Campanha Sem Adorno’. A ação visa sensibilizar os servidores da saúde para evitar o uso de acessórios no trabalho, conforme determina a Norma Regulamentadora de número 32 (NR-32), que trata da Segurança e Saúde no Trabalho em Serviços de Saúde.

Campanha Sem Adorno  Colaboradores 270x202 - Hemocentro da Paraíba lança campanha ‘Sem Adorno’ voltada para colaboradores“Nada de anéis, relógios de pulso, pulseiras, brincos, correntes, colares, broches, gravatas ou até mesmo crachás pendurados com cordão. Todos estes acessórios quando utilizados em áreas críticas [coleta de sangue, transfusão e triagem clínica] trazem riscos de contaminação e infecção”, alertou a gerente de Enfermagem do Hemocentro da Paraíba, Leide Carvalho.

Ela ressaltou ainda que a participação de todos os colaboradores é decisiva no sucesso da campanha. “Até o dia 30 de maio vamos realizar o trabalho de mobilização dos servidores. Para incentivar a adesão à campanha, vamos distribuir porta-adornos com a NR-32, para que todos tenham acesso a norma e, cientes dos riscos da utilização de adornos, possam guardar seus objetos em uma sacola  apropriada”, declarou.

A diretora-geral do Hemocentro da Paraíba, Luciana Gomes, reforçou a importância da ação. “Trata-se de uma campanha para prevenção de riscos à saúde. Os adornos não devem ser usados durante o trabalho nas áreas assistenciais, visto que facilitam o acúmulo de micro-organismos”, pontuou.

Na abertura da Campanha Sem Adorno, o bioquímico do Hemocentro, Aderaldo José de Santana, falou sobre a Norma Regulamentadora 32. Ele apresentou as principais diretrizes de proteção à segurança e à saúde dos trabalhadores dos serviços de saúde presentes na norma, entre eles a obrigatoriedade do uso de equipamentos de proteção individual (EPI) e a restrição em relação ao uso do adorno.

A vice-presidente do Sindicato dos Enfermeiros da Paraíba, Marilene Malaquias, ressaltou a importância da campanha. “Ela é de suma importância para impedir a infecção cruzada”, afirmou.

Até os doadores participaram da ação. “Para mim é muito bom ser bem atendido e da melhor forma possível”, declarou o doador Antônio Serafim.

Participaram da ação, a enfermeira e integrante do setor de Gerenciamento de Risco, Silmara Pinheiro, a enfermeira e integrante da Comissão de Ética, Paula Monteiro, o membro do Núcleo de Educação Permanente, Thiago Evaristo e a técnica em laboratório, Simone Mousinho.