João Pessoa
Feed de Notícias

Hemocentro da Paraíba inaugura serviço pioneiro no país

terça-feira, 19 de junho de 2012 - 10:33 - Fotos:  Walter Rafael/Secom-PB

O Hemocentro da Paraíba vai inaugurar nesta quarta-feira (20) o laboratório de Testagem de Ácidos Nucleicos (NAT). O exame diminui o risco de infecções contraídas por meio de transfusões de sangue, detectando o HIV e HCV (hepatite C). O Governo investirá trimestralmente R$ 200 mil para a manutenção do NAT.

A inauguração do laboratório está prevista para às 18h, no auditório do Hemocentro, na Avenida D. Pedro II, em João Pessoa. O evento contará com a presença do chefe do Departamento de Biologia Molecular da Fundação Pró-Sangue do Hemocentro de São Paulo, José Eduardo Levi, e do vice-presidente da Federação Brasileira de Hemofilia e presidente da Associação dos Hemofílicos e Doenças Hemorrágicas Hereditárias do Rio de Janeiro, Emílio Antônio da Rocha Neto, que realizarão palestras sobre o teste NAT.

O laboratório tornará o Hemocentro da Paraíba uma referência para o país, revela Sandra Sobreira, diretora da instituição. Além de detectar o HIV e o HCV, o laboratório também poderá detectar o HBC (hepatite B). “Somos o primeiro hemocentro público a implementar esse serviço”, assegura.

O NAT (sigla em inglês para Teste de Ácido Nucleico) diminui de três meses para sete dias o período chamado de ‘janela imunológica’, ou seja, o prazo em que começam aparecer no sangue manifestações clínicas de contaminação por vírus.

“Com o NAT a gente consegue detectar essa contaminação em sete dias, independente de manifestação clínica, pois ele pesquisa diretamente o DNA do vírus. Se o doador estiver contaminado, mesmo que ainda esteja no período de janela imunológica, sem nenhum sinal da contaminação, esse exame detecta”, explica Sandra Sobreira, destacando o diferencial desse tipo de checagem.

O Hemocentro da Paraíba recebe entre 150 e 200 doadores por dia. Em toda Hemorrede Estadual o número de doações de sangue chega a 4 mil por mês. De acordo com Crisemy Benício, coordenadora do Laboratório de Biologia Molecular do Hemocentro, o serviço é a realização de um sonho. “A implementação do Laboratório NAT era um projeto nosso há aproximadamente oito anos, e infelizmente não pôde ser concretizado nas gestões anteriores. Só agora conseguimos. Assim, podemos atender a população com um sangue de mais qualidade, que é nossa meta de trabalho”, conclui.

Além do Hemocentro da Paraíba, localizado em João Pessoa, o Estado conta com o Hemocentro Regional, em Campina Grande, e mais 11 hemonúcleos, nas cidades de Guarabira, Itabaiana, Picuí, Monteiro, Patos, Piancó, Princesa Isabel, Itaporanga, Catolé do Rocha, Sousa e Cajazeiras. Os telefones do Hemocentro da Capital são 3218-7698/7690.