João Pessoa
Feed de Notícias

Hemocentro inaugura laboratório que agiliza diagnóstico de HIV e hepatites

quinta-feira, 21 de junho de 2012 - 10:21 - Fotos:  Walter Rafael/Secom-PB

Foi inaugurado na noite desta quarta-feira (20), no Hemocentro da Paraíba, o Laboratório de Ácidos Nucleicos (NAT). A solenidade aconteceu no auditório do Hemocentro, em João Pessoa. A mesa de abertura foi composta pelo secretário de Estado da Saúde, Waldson Dias de Souza, a diretora geral do Hemocentro, Sandra Sobreira, o Arcebispo da Paraíba, Dom Aldo Pagotto, e a coordenadora do Núcleo de DST/Aids e Hepatites Virais da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Ivoneide Lucena.

Na ocasião, o secretário Waldson Souza destacou a importância do novo laboratório. “Estamos devolvendo credibilidade ao serviço público no Estado. A inauguração desse laboratório é a realização de um sonho, além de oferecer uma melhor qualidade do sangue ofertado, oferece menos riscos de infecções como HIV e hepatites B e C. A partir de agora, a população vai poder usufruir de um serviço de alta qualidade”, observa.

Durante o evento, o chefe do Departamento de Biologia Molecular da Fundação Pró-Sangue do Hemocentro de São Paulo, José Eduardo Levi, e o vice-presidente da Federação Brasileira de Hemofilia e presidente da Associação dos Hemofílicos e Doenças Hemorrágicas Hereditárias do Rio de Janeiro, Emílio Antônio da Rocha Neto, realizaram palestras sobre o teste NAT.

José Eduardo Levi ressaltou a importância do Hemocentro da Paraíba ser o primeiro órgão público a implantar o exame NAT completo, ou seja, que investiga além da hepatite C e HIV, também a hepatite B. “Esses três exames têm o mesmo grau de importância, e esse laboratório significa um avanço importante para a Paraíba, tendo em vista a qualidade tecnológica do laboratório, que vai oferecer, além de uma maior qualidade de sangue, o tratamento precoce dos doadores que forem diagnosticados com as doenças”.

De acordo com a diretora Sandra Sobreira, a implantação do NAT na Paraíba não teria sido possível sem o apoio do Governo do Estado que, desde o início, entendeu a importância do NAT e proporcionou a conquista. “Queria destacar que o NAT é fruto de um projeto que é discutido há oito anos e só agora nessa gestão foi possível ser concretizado. Isso representa não só uma vitória para nós que fazemos parte do Hemocentro, mas também para a população”.

Janela imunológica – O exame também diminui o risco de infecções que podem ser contraídas por transfusões de sangue, reduzindo de três meses para sete dias o período chamado de ‘janela imunológica’, ou seja, o prazo em que começam a aparecer no sangue manifestações clínicas de contaminação por vírus.  O Governo investirá trimestralmente R$ 200 mil para a manutenção do NAT.

Além do Hemocentro da Paraíba, localizado em João Pessoa, o Estado conta com o Hemocentro Regional, em Campina Grande, e mais 11 hemonúcleos, nas cidades de Guarabira, Itabaiana, Picuí, Monteiro, Patos, Piancó, Princesa Isabel, Itaporanga, Catolé do Rocha, Sousa e Cajazeiras. Toda a Hemorrede Estadual será beneficiada com a implantação do exame, que antes era realizado em Pernambuco.