João Pessoa
Feed de Notícias

Hemocentro capacita profissionais de saúde para captação de doadores de sangue

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016 - 18:44 - Fotos:  Secom PB

Com a finalidade de impulsionar a doação voluntária de sangue, o Hemocentro da Paraíba realizou, nesta quarta-feira (14), a I Formação em Captação de Doadores de Sangue para profissionais de saúde da Paraíba. Mais de 60 profissionais, entre enfermeiros e assistentes sociais, lotaram o auditório da instituição na capital.

A abertura do evento contou com a presença da diretora geral do Hemocentro da Paraíba, Sandra Sobreira. Na ocasião, ela ressaltou a importância de contar com o apoio de todos os profissionais para ampliação do número de doadores.

A coordenadora do Núcleo de Ações Estratégicas do Hemoiba, a assistente social Divane Cabral, destacou que apesar dos avanços e aumento do número de doadores ao longo dos últimos anos é preciso fortalecer o trabalho de captação de doadores, pois ainda há muito a avançar. Ela destacou ainda que o objetivo da capacitação é formar agentes multiplicadores capacitados para encaminhar e orientar a população a respeito da doação de sangue.

A assistente social do Hemope e membro do Grupo Técnico em Captação de Doadores da Coordenação Geral de Sangue e Hemoderivados, Josinete Gomes, falou sobre a importância da sensibilização dos profissionais que atuam nos hospitais públicos e privados. “A iniciativa da capacitação é mais uma oportunidade para envolver profissionais da saúde na discussão da captação de doadores de sangue. Isso enriquece os profissionais que começam a ter uma dimensão mais ampla da atuação deles no processo de multiplicadores e captadores junto aos familiares e também junto aos demais profissionais de saúde dos hospitais que eles fazem parte”, frisou. “Doar sangue é um ato de cidadania”, finalizou.

“Quanto vale a vida de uma pessoa?” Com este questionamento, a enfermeira e membro do gerenciamento de risco do Núcleo de Educação Permanente do Hemoiba, Teresa Navarine, chamou atenção de todos os participantes do evento.  Ela apresentou a legislação vigente sobre doação de sangue no país, mas lembrou que todos os esforços devem ser empenhados para salvar uma vida. “Doar sangue é salvar vidas”, reforçou.

O histórico do uso do sangue no tratamento de doenças e promoção da saúde foi ressaltado pelo bioquímico e coordenador de Controle de Qualidade do Hemoiba, Fernando Brederodes. “O sangue é usado como fonte de saúde desde os primórdios da humanidade. Desde o empirismo da pré-história à tecnologia do século XXI a hemoterapia esteve e estará evoluindo, visando oferecer saúde com mais qualidade e eficiência”.

Para a assistente social do Hospital Flávio Ribeiro, Edissa Brito, o resultado final da participações no curso de formação é bastante satisfatório. “A gente já tem um trabalho social com as famílias que por felicidade são muito generosas, mas o que me impressionou no curso é uma das estratégias apresentadas para captação de doadores. Pensar a captação de doadores de sangue como um momento de alegria e a doação como uma celebração da vida é uma maneira muito interessante”, ressaltou.

A assistente social Tarciana Figueiredo revelou que a interação com a equipe do Hemocentro é fundamental para a conscientização da importância do trabalho de doação de sangue. “Com este evento a gente passa a conhecer melhor o trabalho do Hemocentro e passa a ter mais garra para poder passar aos nossos usuários e familiares a importância de doar sangue”, opinou.