João Pessoa
Feed de Notícias

Hemocentro, Arlinda Marques e Clementino Fraga realizam Dia da Faxina contra o Aedes aegypti

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015 - 12:45 - Fotos:  Vanivaldo Ferreira

O Hemocentro da Paraíba e os Complexos de Pediatria Arlinda Marques e de Doenças Infectocontagiosas Clementino Fraga realizaram nesta quarta-feira (23) o Dia da Faxina contra o mosquito Aedes aegypti, que transmite o vírus da dengue, chikungunya e zika.

No Hemocentro, o Dia da Faxina teve início com uma palestra para aproximadamente 15 servidores do setor de Higienização. Na ocasião, técnicos da Secretaria de Estado da Saúde (SES) falaram sobre os perigos do Aedes aegyptie como prevenir possíveis focos. Em seguida, os participantes saíram buscando possíveis focos do mosquito pelas dependências internas e externas do prédio.

Segundo a diretora geral do Hemocentro da Paraíba, Sandra Sobreira, é importante a união de todos para erradicar o mosquito. “Isso será uma rotina todas as quartas aqui no Hemocentro. É importante que todos se conscientizem que estamos vivendo um momento crítico; e só unidos conseguiremos vencer a luta contra o Aedes aegypti”, disse.

No Arlinda Marques, cerca de 20 servidores dos setores de Higienização e Manutenção, sob a coordenação do diretor geral do hospital, Bruno Leandro, visitaram toda as dependências internas e externas do hospital em busca de focos do mosquito Aedes aegypti.

Na ação, que também foi acompanhada pelo diretor administrativo, Jailson Vilberto, e pelo diretor técnico, Fabiano de Alexandria, os funcionários distribuíram material educativo com os servidores e familiares dos pacientes internos. “Não só como gestores de saúde, mas também com cidadãos comuns temos que dar a nossa parcela de contribuição para evitar a proliferação da dengue, da chikungunya e da zika e agora a microcefalia”, destacou Bruno Leandro de Souza.

No Complexo de Doenças Infectocontagiosas Clementino Fraga também foram realizadas ações de combate ao mosquito. Sob a coordenação da diretora geral, Adriana Teixeira, e do chefe do Núcleo de Ações Estratégicas, Francisco Morais, também foram realizadas ações preventivas com inspeções técnicas e de busca aos focos do mosquito e educativas junto aos pacientes, acompanhantes e funcionários. “Com essas informações a gente contribui para evitar que os pacientes, acompanhantes e funcionários adoeçam e, ao mesmo tempo, essas pessoas se transformam em agentes multiplicadores”, destacou Francisco Morais.

Adriana Teixeira lembrou que desde 2011 o Hospital implantou o “Plano de Contingência para o Programa de Controle da Dengue, Chikungunya e Zika” e periodicamente a unidade de saúde realiza ações preventivas e educativas com a veiculação de vídeos, afixação de cartazes, palestras, dentre outra ações.  “O Clementino Fraga também se preocupa com a saúde dos seus servidores e, por determinação e orientação do Governo do Estado, não poderíamos deixar de fazer parte dessa campanha e com isso ajudar no combate e prevenção a essas doenças”, disse Adriana Teixeira.

Para o chefe do Núcleo de Fatores Não Biológicos da SES, Emanoel Lira, a faxina no local de trabalho é tão importante quanto nas residências. “É muito importante a faxina no nosso ambiente de trabalho, pois a maioria da população passa mais tempo no trabalho do que em casa, e não podemos abrir mão da faxina em ambos os locais. A população deve tomar conta do seu lixo, das garrafas vazias, pneus, evitando assim possíveis focos do mosquito”, concluiu.