Fale Conosco

19 de outubro de 2011

Harpista é destaque no concerto da OSPB desta quinta-feira



Sinfonias nunca antes executadas na Paraíba serão apresentadas no concerto oficial da Orquestra Sinfônica da Paraíba desta quinta-feira(20), às 21h, no Cine-Banguê. Além do repertório inédito, a apresentação erudita explora a delicadeza das cordas, com destaque para a harpa, com o solo da harpista Vanja Ferreira. O concerto, que terá a regência do maestro auxiliar da OSPB, Luiz Carlos Durier, é uma realização da Fundação Espaço Cultural da Paraíba, com entrada gratuita.

Na abertura, a Orquestra apresenta ao público a peça “King Stephan, Op. 117”, de autoria de Ludwig Van Beethoven, composta sob encomenda em 1811, para a inauguração de um teatro em Budapeste. A obra é rica em musicalidade, com notas que transitam entre trechos lentos e rápidos que se unem formando um conjunto harmônico e vibrante.

A segunda peça executada, “Danças para Harpa e Orquestra de Corda”, de  Claude Debussy, se divide em dois momentos: Dança Sacra e Dança Profana. A peça se destaca pela influência que exerceu no desenvolvimento da música de harpa. Para executar o solo, a OSPB convidou a harpista carioca Vanja Ferreira, musicista de talento reconhecido em várias orquestras do país e com participação em importantes festivais nacionais e internacionais. De acordo com o maestro Durier, a peça é uma ótima oportunidade para o solista esbanjar suas qualidades técnicas e musicais.

Encerrando o concerto desta quinta-feira, a OSPB apresenta “Sinfonia N. 1 em Sol menor, Op. 7”, composta entre os anos de 1890 e 1892 pelo dinamarquês Carl Nielsen, com clara influência de Brahms.

O maestro Natural de João Pessoa, Luiz Carlos Durier é regente titular da OSPB Jovem há 15 anos e regente assistente da OSPB desde 2001. Seu trabalho artístico e pedagógico, além da pesquisa musical de repertório direcionado para jovens músicos em formação, tem reconhecimento em todo o Brasil.

Sob sua batuta, a Orquestra Jovem alcançou excelente qualidade técnica. A convite do Ministério da Cultura, ele participou do Encontro de Orquestras Brasileiras em 2003, onde proferiu palestra sobre a formação e regência de orquestras jovens. Como regente convidado, fez apresentações com a Orquestra Sinfônica do Estado de Sergipe, Orquestra Sinfônica da UFRN, Orquestra Criança Cidadã do Recife e Orquestra da 29ª Oficina de Música de Curitiba neste ano.

Durier foi aluno de Wolfgang Groth, Nelson Nuremberg e Guilhermo Scarabino. Recentemente, estudou com o maestro Kurt Masur, em master class promovido pela Orquestra Sinfônica Brasileira. Desde 2005, estuda com o renomado maestro Osvaldo Ferreira. Ainda teve como mestres José Siqueira, Fred Gerling, Iara Bernette, Violeta de Gainza, Guilhermo Campos e Horácio Schafer.

Desde que chegou à Escola de Música Anthenor Navarro (Eman), em 1991, lidera atividades de educação musical, ensinando: musicalização, viola, música de câmara e regência, como também conduz a Orquestra Estudantil da EMAN. Participou das XIX e XX Semana da Música da UFRN como professor de regência.

Sua experiência lhe deu a oportunidade de reger a OSPB na gravação ao vivo do CD de Marinês e sua Gente e no DVD “Sivuca e os Músicos Paraibanos”. Tem acompanhado com freqüência artistas populares com a OSPB e OSPB Jovem em grandes concertos populares, tais como: Ângela Ro Ro, Arnaldo Antunes, Tico Santa Cruz e Renato Rocha (Detonautas), Flávio José, Genival Lacerda, Alcione, Toninho Ferragutti e Dominguinhos, sempre com sucesso.

Vanja Ferreira – Vanja Ferreira é carioca e uma das mais atuantes e destacadas harpistas brasileiras. Selecionada no programa Rumos Música Itaú Cultural 2010/2012, Vanja vem expandindo seu trabalho pelo Brasil, Américas e Europa. Harpista Solista da Orquestra Sinfônica Nacional (OSN) dedica-se igualmente à música de câmara, recitais solo e concertos solo com orquestras. É mestre em Música pela Unirio, pesquisadora, conferencista e com atuação como professora de harpa do Rio de Janeiro à Vitória, Salvador, São Paulo e Jaraguá do Sul.

 

Desde 2002, é incentivadora dos luthiers Joaquim Pinheiro e Jorge Vieira na fabricação de harpas célticas. Como parte deste processo de expansão da harpa, em 2005, organizou a mostra especial Maio das Harpas no Rio de Janeiro e, em 2006, foi organizadora e coordenadora artística do I Festival Internacional de Harpas do Rio de Janeiro (Rio Harp Festival), ambos realizados pelo projeto “Música no Museu”. Organizou e coordenou, em 2009, a seção pedagógica do Encontro Nacional de Harpistas, realizado pelo Festival de Música de Santa Catarina (Femusc). Desde 2010 é coordenadora da Conferência Internacional e Concurso Latino-Americano de Harpas de Santa Catarina (Conharpa).

Serviço:

Concerto Oficial da Orquestra Sinfônica da Paraíba

Regência: Maestro Luiz Carlos Durier

 

Data: 20 de outubro

Hora: 21h

Local: Cine-Bangüê da Funesc

Realização: Fundação Espaço Cultural da Paraíba