Fale Conosco

8 de abril de 2016

Gripe H1N1 é tema de palestra no Hospital Clementino Fraga



O Complexo Hospitalar de Doenças Infectocontagiosas Clementino Fraga, unidade integrante da Secretaria de Estado da Saúde (SES), realiza na próxima terça-feira (12), uma palestra com caráter preventivo e educativo, sobre a gripe H1N1. O evento será realizado a partir das 10h, no auditório do Clementino Fraga.

A palestra, idealizada pela diretoria administrativa do CHCF junto à Gerência de Ações Estratégicas, será proferida pela médica Joana D’arc Frade, voltada para os colaboradores que trabalham na recepção, maqueiros e equipes de apoio da unidade hospitalar.

“Esses profissionais fazem os primeiros contatos com os pacientes que chegam ao Clementino Fraga e o treinamento visa orientá-los melhor para que possam ter os cuidados necessários. A ação é uma medida protetiva e visa preservar a saúde e qualidade de vida dos nossos companheiros de trabalho”, destacou a diretora geral do CHCF, Adriana Teixeira.

A médica e diretora técnica do CHCF, Drª Ana Paiva, também destacou a importância da palestra como uma orientação educativa para medidas de prevenção da gripe H1N1 entre os funcionários.

O que é gripe H1N1

A gripe H1N1 é uma doença causada por uma mutação do vírus da gripe. Também conhecida por gripe influenza tipo A ou gripe suína, ela afetou grande parte da população entre os anos de 2009 e 2010.

Os sintomas da gripe H1N1 são bem parecidos com os da gripe comum e a transmissão também ocorre da mesma forma. O problema da gripe H1N1 é que ela pode levar a complicações de saúde muito graves, podendo levar os pacientes à morte.

Sintomas da gripe H1N1

Os principais sintomas da gripe H1N1 são: febre alta, tosse, dor de cabeça, dores musculares, falta de ar, espirros, dores na garganta, fraqueza, coriza, congestão nasal, diarreia, náuseas e vômitos.

Tratamento da gripe H1N1

A maioria dos casos de gripe H1N1 foram sanados completamente sem a necessidade de internação hospitalar ou do uso de antivirais. Em alguns casos, podem ocorrer o uso de medicamentos e a observação clínica, no sentido de garantir a recuperação do paciente.