João Pessoa
Feed de Notícias

Governo vai instalar duas novas unidades de polícia solidária em JP

sexta-feira, 10 de agosto de 2012 - 15:39 - Fotos:  João Francisco/Secom-PB

Foto: João Francisco/Secom-PB

João Pessoa vai ganhar duas novas unidades de Polícia Solidária (UPS) que devem beneficiar mais de 40 mil moradores. O bairro do Roger e a comunidade Jardim Planalto, em Oitizeiro, serão os próximos locais contemplados com o modelo de polícia mais próxima do cidadão.

O anúncio foi feito pelo governador Ricardo Coutinho, que tem reiterado o compromisso com a segurança pública, uma prioridade da atual gestão. Em 18 meses foram instaladas UPSs nos bairros de Mandacaru, Alto do Mateus, São José, Bairro dos Novaes e Cristo.

Segundo dados do Núcleo de Análise Criminal e Estatística da Secretaria de Estado da Segurança e da Defesa Social, nos locais onde foram instaladas UPSs houve uma redução média de 17% no número de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI), de janeiro a julho de 2012, em relação ao mesmo período no ano passado. São classificados como CVLI os crimes de homicídio, latrocínio e lesão corporal seguida de morte.

Redução da criminalidade – Os melhores resultados foram observados nos bairros São José, com uma queda de 59% no número de CVLI; e Alto do Mateus, com redução de 50%. No São José, foram registradas 27 mortes no primeiro semestre de 2011, contra 11 no mesmo período de 2012, enquanto que no Alto do Mateus foram 10 mortes em 2011 e cinco em 2012, no citado período.

Os números positivos são atestados pelos próprios moradores, que afirmam viver com mais segurança. A comerciante do bairro Alto do Mateus, Neide Quirino, relata que após a instalação da UPS o número de assaltos diminuiu. “Trabalho e moro no bairro há mais de 10 anos e a gente não tinha sossego, pois os assaltos eram constantes. Agora, os policiais estão mais presentes e a gente trabalha com mais tranquilidade, pois em qualquer situação é só chamar”, afirmou.

Para o secretário de Segurança e da Defesa Social, Cláudio Lima, além de buscar uma maior aproximação com a comunidade, os policiais que atuam nas UPSs trabalham em busca de resultados. “Apostamos numa polícia solidária, amiga e parceira da população, mas que acima de tudo tenha como meta a redução da criminalidade no local onde atua. Esse é o grande diferencial do novo modelo de gestão”, enfatizou o secretário.

Funcionamento – As unidades de polícia solidária funcionam 24 horas, atendendo às ocorrências do bairro e atuando de forma preventiva, identificando os problemas, antes mesmo de se tornarem ocorrências policiais.

A Polícia Solidária tem como filosofia a busca da confiança entre cidadão e polícia, atendendo a população de forma humanizada e buscando soluções para os diversos problemas que atingem a comunidade.

“Apostamos numa polícia amiga, solidária e pacificadora, que atua com foco na melhoria da qualidade de vida das pessoas. Assim, nós buscamos o fortalecimento da cultura de paz entre os moradores”, destacou o coordenador estadual de Polícia Comunitária, tenente coronel Marcos Alexandre Sobreira.

Capacitação – Todos os policiais que atuam nessas unidades passaram por cursos de capacitação. De janeiro de 2011 a julho de 2012, 608 pessoas entre policiais, guardas municipais e líderes comunitários foram formados no Curso Nacional de Promotor de Polícia Comunitária, oferecido pela Secretaria de Segurança, além de 38 recém-formados no Curso de Multiplicadores de Polícia Comunitária.

Segundo o cel Sobreira, a estimativa este ano é capacitar 800 pessoas em 17 edições do curso. “Para se ter uma ideia do avanço, de 1998 a 2010 apenas 715 pessoas receberam a capacitação. Em menos de dois anos, a Paraíba terá capacitado muito mais policiais que no acumulado dos últimos 12 anos”, destacou.

Durante o encerramento do Curso de Multiplicadores de Polícia Comunitária nesta sexta-feira (10), o coronel da Polícia Militar do Pará, Osmar Vieira, especialista em policiamento comunitário, elogiou a Paraíba pelo fortalecimento da política de Polícia Solidária. “Este é um grande processo que a Paraíba avança e se fortalece na construção de uma polícia diferenciada. Este é um modelo que apresenta resultado, sendo um dos caminhos concretos para o combate à violência”, afirmou.

O coronel Osmar Vieira também é Chefe do Estado Maior da Polícia Militar do Pará e foi um dos ministrantes do curso, realizado no Centro de Ensino da PM, em Mangabeira.