João Pessoa
Feed de Notícias

Governo vai estender oferta do teste rápido de HIV aos presídios da PB

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009 - 18:37 - Fotos: 

O Governo do Estado vai oferecer o teste rápido do HIV e Aids nos presídios da Paraíba. O primeiro passo será dado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), nesta quarta-feira (9), com a realização da ‘I Capacitação para Diagnóstico da Infecção do HIV’. O evento é destinado a profissionais de saúde de nível superior do Sistema Penitenciário da Paraíba, que utilizarão o teste rápido para identificação do vírus em apenados. O treinamento acontece no Hotel Verde Green, na Praia de Cabo Branco, a partir das 8h30.

A capacitação será realizada pela Gerência Executiva de Atenção Básica em Saúde, em parceria com a Gerência Operacional das DST/Aids e a Secretaria da Administração Penitenciária. Durante três dias, cerca de 40 profissionais de saúde (como médicos, enfermeiros, dentistas, assistentes sociais, técnicos de enfermagem e psicólogos), que atuam nos presídios de João Pessoa, Campina Grande, Patos, Santa Rita e Guarabira, onde há equipes de saúde, serão capacitados por técnicos do Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), Hospital Clementino fraga e Gerência Operacional das DST/Aids.

Nos dois primeiros dias, acontecerá a parte teórica da capacitação e no terceiro dia será realizada a aula prática, no Presídio PB-I, em João Pessoa.  Os profissionais também serão orientados para o aconselhamento antes e depois do teste, neste último caso quando o resultado for positivo.

Segurança – A assessora técnica da Gerência de Atenção Básica em Saúde da SES, Amália Medeiros Formiga, disse que a realização do teste nas unidades prisionais dará mais segurança, comodidade e acessibilidade para os apenados, que não precisarão mais sair dos presídios para fazer o exame numa unidade de saúde especializada. “Outra vantagem é que estaremos ampliando ainda mais os locais onde se faz o teste e, consequentemente, atingido mais pessoas”, disse. A Paraíba possui 43 serviços especializados para fazer o teste rápido do HIV em 20 municípios paraibanos.

A Gerente Executiva de Atenção à Saúde da Secretaria de Administração Penitenciária (Secap), Ivana Carla Barros, explicou que os testes rápidos começarão a ser realizados nos presídios logo após o término da capacitação, em um trabalho permanente. “Vamos elaborar um cronograma de atividades, pois nosso objetivo é fazer o exame em todas as 63 unidades prisionais do Estado e com isso atingir 8,5 mil apenados”, garantiu.

Mobilização – A gerente operacional das DST/Aids da SES, Marta Brasileiro lembrou que o Governo do Estado realizou uma grande mobilização no última terça-feira (1ª) quando foi lembrado o ‘Dia Mundial de Luta Contra Aids’. A programação foi concentrada na Praça Pedro Américo, no Centro da Capital, e teve como objetivo conscientizar a população sobre a importância de fazer o teste rápido do HIV. Nesse dia, 176 pessoas realizaram o exame e uma do sexo masculino de 49 anos teve diagnóstico positivo para o HIV.

Marta Brasileiro explicou que o teste rápido é gratuito, sigiloso e 100% confiável e seguro e, se algum caso der positivo, a pessoa não deve se apavorar porque terá todo um acompanhamento  médico e psicológico oferecido pelos Centros de Testagem e Aconselhamento (CTAs).  O teste rápido de Aids demora pouco mais de cinco minutos,  é  necessário apenas uma gota de  sangue tirada do dedo e o resultado sai em até trinta minutos.   “A pessoa que vive com o HIV tem de ser vista e tratada de forma normal. Temos que acabar com preconceito e saber que beijo, abraço, aperto de mão não transmite Aids. Todas as pessoas devem fazer o teste rápido, pois o diagnóstico precoce vai ajudar no controle da doença e fazer com que a pessoa possa gozar de uma vida saudável”, disse.

 
Da Assessoria de Imprensa da SES/PB