João Pessoa
Feed de Notícias

Governo utiliza sistema de dessalinização para garantir água de qualidade

quinta-feira, 6 de agosto de 2015 - 18:16 - Fotos: 

O Governo do Estado, por meio do Cooperar, vai utilizar a tecnologia de dessalinização para levar água de boa qualidade às comunidades rurais. Transformar água salobra em água doce com sistemas de dessalinização é mais seguro e quase três vezes mais barato do que abastecer a população rural com carros-pipa, segundo o afirmou o coordenador do Programa Água Doce, Robi Tabolka, em palestra na segunda-feira (3), no auditório do Cooperar.

Segundo ele, enquanto a manutenção anual do sistema custa em média R$ 16 mil e dá para atender no mínimo 80 famílias, dependendo da quantidade de membranas, o custo com carro-pipa custa R$ 46 mil para atender a mesma quantidade de famílias. Através do PB Rural Sustentável está prevista a implantação de 72 sistemas de dessalinização com aproveitamento do rejeito e prioritariamente atenderá os projetos presididos por mulheres nos 100 municípios selecionados com base no Índice Municipal de Vulnerabilidade Agroclimática (IMVA), os mais castigados com a falta de água, com menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), maior perda de safras e ainda os que apresentam maior índice de aridez.

Os sistemas de dessalinização com reuso do rejeito farão parte do componente dois do novo projeto em fase final de elaboração, que será o Acesso à Água e Redução da Vulnerabilidade Agroclimática, que tem o objetivo de promover o acesso à agua potável e introduzir práticas agropecuárias melhoradas, adaptadas às condições climáticas da região semiárida. “Vamos permitir com a adoção de tecnologias como essas, reduzir a vulnerabilidade agroclimática dos produtores pobres, principalmente em face das secas recorrentes”, destacou o gestor do Cooperar, Roberto Vital.

Para serem financiados, os investimentos integrantes dos subprojetos desse componente deverão cumprir com os seguintes critérios: a comunidade deve ser representada por uma entidade associativa legalmente constituída; dispor de todas as licenças requeridas pelas leis federais, estaduais e municipais; apresentar avaliação da sustentabilidade do investimento na qual consta o compromisso formal da participação da comunidade nos gastos de operação e de manutenção do sistema, entre outros.

Robi ainda falou que com os recursos da Fundação Banco do Brasil o Programa Água Doce implantou 21 sistemas entre 2007/2008, dos quais 17 estão em funcionamento. Executado pelo Governo do Estado em parceria com o Governo Federal, o programa irá implantar/recuperar 93 sistemas de dessalinização, que atenderão 37 mil pessoas em 42 municípios do semiárido paraibano, num investimento de R$ 21 milhões.

A dessalinização é um processo de tratamento destinado a remover o excedente de sais dissolvidos em águas salobras e salinas, obtendo água de boa qualidade adequada para o consumo humano. Após a retirada do excedente de sais, a água concentrada também poderá ser aproveitada para o consumo animal, em alguns casos, entre outros.