Fale Conosco

6 de setembro de 2016

Governo, Sudene e BNB assinam carta de intenções para desenvolvimento de APLs



As discussões realizadas no seminário “O Futuro do Desenvolvimento: O Brasil, o Nordeste e a Estratégia de Arranjos Produtivos Locais”, encerrado na última semana, já começam a dar os primeiros resultados: a assinatura de uma carta de intenções entre o Governo do Estado, por meio da Secretaria do Turismo e Desenvolvimento Econômico, Banco do Nordeste e a Superintendência de Desenvolvimento Regional do Nordeste (Sudene), para promoção do desenvolvimento dos Arranjos Produtivos Locais do Estado da Paraíba.

O compromisso estabelecido na carta assinada por representantes da Secretaria de Estado de Turismo e Desenvolvimento Econômico (Setde), Banco do Nordeste e a Sudene é a criação de um termo de cooperação técnica que defina as atribuições e responsabilidades de cada uma das instituições envolvidas.

A meta é implementar o Plano de Desenvolvimento Econômico e Social Sustentável para os Arranjos Produtivos Locais do estado da Paraíba (Plades), desenvolvendo ações de planejamento, organização, execução e avaliação de projetos, convênios, acordos e outros instrumentos necessários ao desenvolvimento dos Arranjos Produtivos Locais do Estado.

Na próxima sexta-feira, às 10h, na reitoria do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), durante reunião do Fórum de Reitores das IES públicas do Estado da Paraíba, o secretário do Turismo e Desenvolvimento Econômico, Lindolfo Pires,  fará uma apresentação explicando o acordo de cooperação técnica que originou o Plades e a carta de intenções que as demais IES públicas assinaram com a Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e o Governo do Estado para apoiar as ações do Plades.

Seminário - O Seminário “O Futuro do Desenvolvimento: o Brasil, o Nordeste e a estratégia de arranjos produtivos locais”, foi realizado na Universidade Federal da Paraíba (UFPB), no período de 30 de agosto a 2 de setembro. O evento foi fruto da parceria entre o Governo e a universidade, que buscam criar de maneira conjunta o Plano de Desenvolvimento Econômico e Social (Plades) com o objetivo de auxiliar os arranjos produtivos locais (APLs) paraibanos.

Durante os quatro dias, foram abordados temas como Políticas Sociais e Desenvolvimento Econômico Territorial, Territorialidade, Desenvolvimento e Arranjos Produtivos e Inovativos Locais: Diálogos entre a pesquisa e os atores econômicos e institucionais, O Futuro do desenvolvimento territorial e os Núcleos de APLs do Nordeste, entre outros.