João Pessoa
Feed de Notícias

Governo reúne técnicos para discutir ações de controle da qualidade da água para consumo humano

terça-feira, 16 de abril de 2013 - 17:16 - Fotos:  Ricardo Puppe

O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Saúde, reúne nesta terça e quarta-feira, 25 profissionais, entre apoiadores e  digitadores das Gerências Regionais de Saúde, para discutir a execução de ações com vistas a melhorar o controle e a qualidade da água para consumo humano em todo o Estado.  A oficina acontece no Centro Formador de Recursos Humanos (Cefor-RH), em  João Pessoa, com o objetivo de qualificar essas pessoas que se tornarão agentes multiplicadores nas ações da Vigilância da Qualidade da Água para todos os municípios do estado, dentro do Programa Vigiágua.

A oficina sobre Vigilância da Qualidade da Água para Consumo Humano está sendo realizada em dois módulos: Vigilância e Controle da Qualidade da Água e Práticas Laboratoriais, onde serão abordados temas sobre Vigilância da Qualidade da Água para Consumo Humano, coleta, análise e interpretação de resultados, além de aulas expositivas e práticas. Os temas estão sendo ministrados pelos técnicos da  Secretaria de Estado da Saúde, (SES), Manuel dos Santos,  Liliane de Araújo e Maria da Penha Nóbrega.

A chefe do Núcleo de Fatores Não Biológicos da SES, Hylda Lucena,  explicou que o Estado tem o papel de acompanhar e assessorar os municípios  na execução de ações para o controle da qualidade da água para consumo humano. Esse monitoramento é feito por meio de informações repassadas pelos municípios e com apoio da rede de laboratórios em todo o Estado, formada por oito serviços e que são responsáveis pela análise da água.

Ela explicou que as coletas são feitas mensalmente nos sistemas alternativos de distribuição de água, a exemplo de poços, cacimbas, cisternas e caixas de água como também na rede oficial, no caso a Cagepa.  “A amostra da água coletada é enviada ao laboratório de referência e, se durante a análise for detectada alguma irregularidade, o município é informado e orientado a fazer as devidas intervenções e correções”, afirmou.

No caso dos meios alternativos de distribuição, a orientação é o uso do hipoclorito de sódio, que deve ser usado a 2,5%, ou seja, duas gotas para cada litro de água. “Depois de colocado o produto, a água só deverá ser consumida após trinta minutos”, explicou Hilda Lucena.  No caso da água distribuída pela Cagepa, se for constatada alguma irregularidade, o órgão também é orientado a fazer as correções necessárias. 

Programa Vigiágua - O Vigiágua é um programa nacional, coordenado pela Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, que tem por objetivo colaborar na promoção e proteção da saúde da população por meio da garantia da qualidade da água destinada ao consumo humano. O programa visa diminuir os riscos de contaminação por doenças transmitidas pelo consumo de água.