Fale Conosco

4 de julho de 2013

Governo reforça ações de combate ao sarampo na Paraíba



Dados do Núcleo de Doenças Transmissíveis Agudas da Secretaria de Estado da Saúde (NDTA/SES) apontam 67 notificações de casos suspeitos de sarampo na Paraíba, de 1º de janeiro até 27 de junho deste ano.  De acordo com o relatório, dois casos foram confirmados, ambos em João Pessoa. Os municípios que notificaram as suspeitas foram Lucena (1), Cabedelo (1), Cruz do Espírito Santo (1), Bayeux (3) e João Pessoa (61). Não houve registro de óbito.

A única forma de prevenção da doença é a vacinação. Segundo a técnica da Vigilância Epidemiológica da SES, Renata Nóbrega, a Secretaria de Estado da Saúde realiza diversas atividades para evitar a doença, como monitoramento diário das ações e imunizações. “A orientação fornecida a todos os municípios foi de reforçar a cobertura vacinal da tríplice viral. Crianças de até 10 anos devem receber duas doses, sendo a primeira aos 12 meses e a segunda de dose aos 15 meses de idade. De 11 a 19 anos – devem comprovar o esquema de duas doses, sendo o intervalo mínimo entre as doses de 30 dias. Na faixa etária entre 20 e 39 anos em homens – uma dose, e dos 20 aos 49 anos em mulheres – uma dose [com exceção das gestantes]”, explicou Renata.

 

Sintomas – Os sinais da doença são febre e manchas vermelhas pelo corpo, acompanhadas de tosse, coriza e/ou conjuntivite. A principal medida de controle do sarampo para cada caso suspeito notificado é o bloqueio vacinal, que deve ser desencadeado imediatamente (até 72 horas a partir do conhecimento do caso suspeito).

“Diante de um caso suspeito de sarampo recomenda-se o isolamento respiratório domiciliar ou hospitalar para minimizar a intensidade da transmissão, principalmente a frequência às escolas ou creches, agrupamentos, ou qualquer contato com pessoas suscetíveis, até quatro dias após o início dos sintomas da doença”, disse a técnica da SES.

A Secretaria disponibiliza o Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) para receber as notificações, inclusive em feriados e fins de semana. O telefone é o (83) 8828-2522.