Fale Conosco

30 de julho de 2009

Governo reconstruirá 118 km de rodovias no Sertão



O Governo do Estado vai reconstruir 100 quilômetros de rodovias no Sertão, entre as cidades de Maturéia e Princesa Isabel. A obra vai beneficiar, diretamente, também as populações de Imaculada, Água Branca, Juru, e Tavares, cidades que a rodovia cruza. O orçamento é de R$ 16,9 milhões. A licitação foi realizada na última quarta-feira (29). Nesta quinta-feira (30), aconteceu a licitação da obra de restauração da PB-325, ligando Catolé do Rocha à divisa com Patu, no Rio Grande do Norte. A extensão é de 18,3 quilômetros e os custos são da ordem de R$ 1. 978.379,00. (R$ 5,7 milhões).

Estas duas estradas foram visitadas pela Caravana da Reconstrução pelo então senador José Maranhão. Após os processos de licitação, o governador José Maranhão assinará as ordens de serviço.  Em recente fala no programa semanal de rádio Palavra do Governador, Maranhão afirmou que não há mais nada de asfalto na estrada Maturéia-Princesa Isabel e é preciso reconstruí-la com urgência. São condições praticamente intransitáveis com muitos buracos. As populações daquela região e todos os usuários da rodovia estadual PB-306 têm sofrido com o desconforto das viagens e os riscos de acidentes automobilísticos.

O diretor superintendente do Departamento de Estradas de Rodagens (DER), Sólon Diniz, afirmou nesta quinta-feira que em fevereiro o governador José Maranhão encontrou boa parte da malha rodoviária estadual com sérios problemas de tráfego. O DER estava com contrato vencido para aquisição de combustível para seus veículos e máquinas e sem recursos para emulsão asfáltica para recuperar e construir estradas. Hoje a situação está sob controle, sessenta trabalhadores foram contratados para reforçar a operação tapa-buraco nas rodovias estaduais, atualmente com dez frentes de trabalho. Cerca de 50% das rodovias com buracos já foram concertadas.

Pontes – Sólon Diniz informou que no Litoral paraibano o DER liberou, na última quarta-feira (29), o tráfego sobre a ponte do Rio Preto para carros leves e de veículos de carga. Já a ponte da Batalha, também localizada na região de Santa Rita e Cruz do Espírito Santo, no rio Paraíba, está com o tráfego liberado há um mês, mas, por enquanto, apenas para carros pequenos, porque o inverno impossibilitou a conclusão das obras da última coluna de sustentação.
 
Saiba Mais

Com o empréstimo internacional, a ser aprovado pelo Congresso Nacional, de US$ 100 milhões junto à Corporação Andina de Fomento (CAF), mais US$ 50 milhões de contrapartida do Governo do Estado, serão executadas 46 obras de pavimentação de novas rodovias e restauração de outras. As obras de infraestrutura terrestre beneficiarão diretamente as populações de 67 cidades. No total, serão 1.018 quilômetros de estradas. 
 
 

Josélio Carneiro, da Secom-Pb