Fale Conosco

7 de junho de 2016

Governo realiza simpósio sobre tecnologia e lança Escola Digital da Paraíba nesta quarta-feira



O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Educação (SEE), realiza, nesta quarta-feira (8), o Simpósio Regional de Tecnologia Educacional: Repensando a Prática Pedagógica. O evento acontece no auditório da faculdade Unipê, em João Pessoa, a partir das 8h. Durante o simpósio, será lançada a Escola Digital da Paraíba, uma parceria entre o Estado, Instituto Inspirare, Instituto Natura e Fundação Telefônica Vivo. A plataforma digital de busca de conteúdos educacionais vai beneficiar a aproximadamente 350 mil alunos, 15 mil profissionais da educação nas 765 escolas da rede estadual.

Pela manhã, o evento vai focar no debate sobre a tecnologia na educação e os desafios da atualidade, com a apresentação de recursos pedagógicos. A partir das 14h30 será apresentado o portal Escola Digital da Paraíba, com representantes do Instituto Inspirare e Natura. Também haverá a apresentação de experiências exitosas nas Gerências Regionais de Educação (GREs) de João Pessoa, Guarabira e Mamanguape. Os participantes terão, ainda, orientação sobre o melhor uso do laboratório de informática e da TV Escola. O evento vai contar com as presenças do secretário de Estado da Educação, Aléssio Trindade de Barros, da secretária Executiva de Gestão Pedagógica da SEE, Roziane Marinho Ribeiro; e da secretária executiva de Administração de Suprimentos e Logística da SEE, Luciane Coutinho.

Para o secretário de Estado da Educação, Aléssio Trindade, é muito importante que as escolas da rede estadual possuam ferramentas modernas de tecnologia, tais como software, hardware, laboratórios de robótica e agora da escola digital. “Isso faz com que o aluno na sua formação se prepare tanto para a vida, quanto profissionalmente para o mundo do trabalho”, ressaltou o secretário.

Para o coordenador estadual do Programa das Tecnologias Educacionais e do Programa de Informática na Educação, da SEE, José Isidro Alves, a utilização de tecnologias em sala de aula faz aprimorar a qualidade da educação e ajuda a elevar os índices de desenvolvimento da educação. “Torna as aulas mais atrativas, estimulando os alunos a aprender e compartilhar conhecimentos, diminuindo a evasão e a reprovação. Um exemplo disso é o reflexo do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) em escolas que adotaram o uso da tecnologia como ferramenta motivacional”, observa Isidro.

O Governo do Estado destaca, nos últimos anos, a aquisição de 15 mil netbooks e posterior distribuição entre os educadores da rede. Além da oferta de formações continuadas realizadas por meio de oficinas pedagógicas dos Núcleos de Tecnologia Educacional, onde os professores têm oportunidade de participar em diferentes oficinas, tais como: o uso da lousa digital e do aplicativo Google Classroom, tudo em prol da melhoria da prática da atividade docente na Paraíba.

Escola Digital da Paraíba – A Escola Digital é voltada a gestores, professores, alunos e seus familiares, a ferramenta de conteúdo atende às atuais necessidades deste público no dia a dia, a partir de conteúdos que tornam o ensino mais dinâmico e inovador dentro e fora da sala de aula. Criada em 2013 pelo Instituto Inspirare, Instituto Natura e Fundação Telefônica Vivo, a Escola Digital cobre todas as disciplinas da Educação Básica. A curadoria do projeto, que envolve seleção dos recursos é responsabilidade da TIC Educa, empresa especializada em pesquisar e desenvolver soluções para aulas interativas inovadoras baseadas em recursos tecnológicos e de alta qualidade pedagógica. Agora, em parceria com o Governo do Estado, a iniciativa ganhou adaptações e se transformou em Escola Digital da Paraíba.

Segundo a gerente de Projetos do Instituto Natura, Maria Slemenson, a parceria com a Secretaria de Estado da Educação da Paraíba está alinhada à estratégia de disseminar um recurso fundamental capaz de transformar a educação no Brasil. “A Escola Digital tem o importante papel de possibilitar o acesso a conteúdo multimídia e ampliar as fontes de pesquisa de qualidade. Além disso, traz o aprendizado com linguagem adequada ao perfil de cada um e permite o avanço dos estudos em ritmos diferentes”, afirma Slemenson.

Na opinião da gerente de projetos sociais da Fundação Telefônica Vivo, Mila Gonçalves, a tecnologia e o conhecimento são importantes instrumentos de transformação. “Mais do que isso: são pontes para o desenvolvimento pessoal e social exatamente como funciona a Escola Digital ao compartilhar informações e qualificar o ensino e a aprendizagem por meio de novas tecnologias”, destaca.

Segundo a diretora do Instituto Inspirare, Anna Penido, a Escola Digital pode ser uma grande aliada de professores e alunos porque dá acesso a materiais educativos de qualidade que estimulam a personalização, permitindo que cada estudante encontre a própria forma de aprender. “Essa iniciativa abre uma porta qualificada para a transformação da educação no Brasil, pois os jovens estão cada vez mais conectados e mapeando os seus conteúdos favoritos de forma autônoma. A plataforma facilita esse processo”, salienta.