Fale Conosco

17 de junho de 2015

Governo realiza reunião técnica sobre sarampo e rubéola para a 9ªGRS



O Governo do Estado, por meio do Núcleo de Doenças Transmissíveis Agudas – Gerência Executiva de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado da Saúde (SES) realiza, nesta quarta-feira (17), das 8h ao meio dia, no auditório do Banco de Leite Humano do município de Cajazeiras, uma reunião técnica de Vigilância Epidemiológica das Doenças Exantemáticas (Sarampo e Rubéola) para os coordenadores de Vigilância Epidemiológica, Atenção Básica e Imunização dos 15 municípios da 9ª Gerência Regional de Saúde.

A reunião tem como objetivo orientar e intensificar a vigilância epidemiológica do sarampo e rubéola no Estado, bem como o acompanhamento das coberturas vacinais. “Será abordado também o monitoramento das Doenças Diarréicas Agudas (DDA), em virtude do momento de seca vivenciado pela região, com foco na orientação a esses profissionais em monitorar/acompanhar a situação de casos notificados e na investigação de surto, evitando assim o agravamento da situação e a ocorrência pelo agravo”, disse a gerente executiva de Vigilância em Saúde da SES, Renata Nóbrega.

Na Paraíba, até o momento, todos os casos registrados como suspeitos de sarampo foram descartados por sorologias realizadas no Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen-PB). “É importante que todos os municípios participem da agenda diante da ocorrência do surto do Estado do Ceará desde dezembro de 2013, com 840 casos confirmados de sarampo”, ressaltou Renata.

Notificação – No enfrentamento do atual cenário de eliminação da doença no país, a SES mantém a recomendação de alerta para captação oportuna de casos suspeitos de sarampo, bem como o desencadeamento das ações oportunas de investigação epidemiológica, laboratório e bloqueio vacinal que assegure a atualização da situação vacinal, de acordo com o preconizado no Calendário Nacional de Vacinação e a realização de ações integradas entre os profissionais da saúde. “Diante de caso suspeito de sarampo e/ou rubéola, a notificação para a SES deve ser imediata, em até 24 horas, conforme portaria de notificação das doenças ‘Portaria 1271/2014’”, concluiu Renata Nóbrega.

Em caso de dúvidas, a população pode ligar para o Núcleo de Doenças Transmissíveis Agudas da SES, no telefone (83) 3218-7331.