Fale Conosco

8 de outubro de 2013

Governo realiza projeto de valorização da mulher em Campina Grande



O Governo da Paraíba, através das Secretarias de Estado da Educação e da Administração Penitenciária, promoveu, na semana passada, a I Mostra ‘A valorização do Ser Mulher Privada da Liberdade: Olhares, Leituras e Reflexões’, na Penitenciária Feminina de Campina Grande. Durante o evento, foram realizadas apresentações culturais e exposição de trabalhos produzidos pelas apenadas.

A Mostra foi a culminância de um projeto de valorização da mulher privada de liberdade, que vem sendo desenvolvido com alunas da Educação de Jovens e Adultos da Penitenciária Feminina de Campina Grande. Idealizado pela professora Gilma d’Arc Batista, o projeto tem o intuito de possibilitar a execução de medidas eficazes para a valorização das mulheres apenadas como uma das formas de promover sua ressocialização e reverter o processo de exclusão social. O projeto contempla diversas atividades socioeducativas e culturais que estimulam o desenvolvimento e a valorização do potencial dessas mulheres, resgatando sua autoestima.

Mesmo devedoras da Justiça, todas merecem ser tratadas com dignidade. É sob essa perspectiva de construção da cidadania, mesmo atrás das grades, que o projeto se realiza. As detentas que saem deste sistema optam por darem outro sentido às suas vidas, principalmente na escolha dos seus relacionamentos”, explicou a professora idealizadora do projeto, destacando que 60% das mulheres encarceradas cometeram delitos por influência de terceiros, principalmente homens com os quais possuíam vínculo afetivo.

Para a gestora do Núcleo Avançado (NACES), Rossana Agra, vários trabalhos são desenvolvidos com os alunos privados de liberdade. “Esse projeto foi muito importante porque foi feito pensando nas detentas. Espero que todos os professores se empenhem em projetos assim, principalmente acreditando na ressocialização dos apenados”, destacou Rossana.

São parceiros do Projeto: Conselho Nacional de Justiça (CNJ), através do Núcleo de Advocacia Voluntária (NAV); Escritório Modelo de Assistência Jurídica (EMAJ/FEST); Universidade Estadual da Paraíba (UEPB); Equipe de Psicólogos e Psicopedagogos que compõem o Núcleo de Apoio Psicopedagógico (NAPS/FEST); Poder Judiciário, através da Vara de Execuções Penais e sua respectiva Promotoria; Senac; 2º Batalhão de Polícia Militar do Estado da Paraíba, entre outros.