João Pessoa
Feed de Notícias

Governo realiza peixamento em açudes e beneficia agricultores familiares do Brejo paraibano

quarta-feira, 6 de abril de 2016 - 16:22 - Fotos: 

O Governo do Estado vai promover o peixamento de açudes e barreiros dos municípios de Salgado de São Félix, Remígio e Areia. A ação, que ocorrerá nesta sexta-feira (8), irá beneficiar os assentamentos do Projeto Ecoprodutivo de Alagamar, Oziel Pereira e Quilombola Bonfim, respectivamente. O peixamento, operação que tem como finalidade o povoamento, o repovoamento ou a estocagem de alevinos, será realizado por meio da Gestão Unificada Emepta/Interpa/Emater. O evento será às 9h, em parceria com a Empasa.

De acordo com o engenheiro de pesca da Emater, Elton Cunha, inicialmente serão entregues 15.770 mil alevinos das espécies tilápia e tambaqui. “Após um período de um ano, esse total de alevinos deverá gerar uma produção de 7 mil a 14 mil quilos de peixe. Após atender à demanda local, o excedente será comercializado em feiras livres e peixarias das regiões administrativas da Emater das cidades contempladas”, afirmou.

Segundo o presidente da Gestão Unificada (GU), Nivaldo Magalhães, a proposta do projeto de piscicultura é povoar todos os açudes e barreiros integrantes do Ecoprodutivo no Estado. “A intenção, além de garantir alimento saudável à população, é também incentivar o turismo rural, por meio de pesque-pague. Com isso, promover a geração de renda para os agricultores beneficiários do projeto”, destacou.

Resultados – O Ecoprodutivo tem como objetivo impulsionar a agricultura familiar das comunidades envolvidas. Até o momento, foram instalados cinco projetos, beneficiando direta e indiretamente 2.420 pessoas dos municípios de Areia, Remígio, Salgado de São Felix, Bonito de Santa Fé e Várzea.

Todos os integrantes das comunidades beneficiárias estão participando de cursos sobre educação ambiental, tratamento de resíduos sólidos e coleta seletiva, segurança alimentar, processamento de frutas, associativismo, manejo sobre criação de caprinos e ovinos. Também estão sendo estimulados a trabalhar com apicultura, suinocultura, piscicultura, bovinocultura, além de outras ações que visem o desenvolvimento rural sustentável.