João Pessoa
Feed de Notícias

Governo realiza Orçamento Democrático Escolar em João Pessoa com a participação da comunidade

sexta-feira, 29 de julho de 2016 - 16:43 - Fotos:  Delmer Rodrigues/Secom PB

Alunos, pais de alunos, professores e funcionários participaram, nesta sexta-feira (29), do quinto Ciclo do Orçamento Democrático Escolar (ODE) da 1ª Gerência Regional de Educação (GRE), na Escola Estadual Francisco Campos, no Bairro dos Bancários, em João Pessoa. O ODE também ocorre na 2ª GRE, em Guarabira, fechando o ciclo que teve início na quinta-feira (28), nas escolas da 3ª a 14ª GRE. O evento, que é uma promoção do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Educação (SEE), contou também com a participação da secretária executiva de Estado de Gestão Pedagógica, Roziane Marinho, da gerente da 1ª GRE, Wleika Aragão, e de representantes da Polícia Militar que desenvolvem nas escolas o Programa de Erradicação às Drogas (Proerd).

Para a secretária Roziane Marinho, o OD Escolar é um momento importante para o fortalecimento da gestão das políticas educacionais no Estado da Paraíba. “É um importante instrumento de democracia, que possibilita a comunidade escolar saber de onde vem os recursos para a escola, onde são aplicados, como podem ser utilizados e sugerir melhorias para a unidade escolar e para a qualidade da Educação”, explicou.

Durante o evento houve a apresentação do coral formado por alunos da escola e depoimentos de três alunos do 4º ano do Ensino Fundamental: Kaline Pereira, Rafaela Silva Araújo e Natan de Oliveira, que falaram do convívio com os colegas, da melhora no aprendizado e do bom funcionamento da escola. Natan falou na melhora no seu desempenho por meio do programa Alumbrar, que é aplicado para corrigir a distorção idade série.  

A mãe de um aluno da Escola Francisco Campos, Sandra Maria Barbosa, disse que esse é um momento excelente para discutir e dá sugestões para a melhoria no funcionamento da escola, tanto no que se refere a infraestrutura, aos eventos realizados no ambiente escolar, como no ensino que é ofertado na unidade de ensino.

Outro pai de aluno, Eduardo Silva Benício, que também estudou na Francisco Campos, ressaltou que as discussões realizadas pela comunidade escolar, por meio do ODE é um grande benefício para a escola. “Faço parte da história desta escola há 25 anos. Fui aluno, tenho um filho que já estudou aqui e duas filhas que estudam na escola e venho acompanhando o dia a dia da escola e vendo as melhorias apresentadas, sobretudo nesta gestão”, observou Eduardo.

No segundo semestre de 2016, acontecerá a execução das ações, monitoramento e avaliação. No dia 2 de dezembro acontecerá a 2ª assembléia, quando haverá a apresentação pública do relatório de prestação de contas.

Na etapa preparatória acontece a preparação e mobilização da escola em torno da organização das atividades que serão realizadas ao longo do ano. A SEE lembra que o ODE não se encerra na assembleia, mas é um processo contínuo de interlocução e ação. Todo o processo é coletivo, sob a coordenação do Conselho Escolar.

Na assembleia geral será apresentado o relatório de execução financeira e pedagógica de 2015, a publicização das ações e projetos a serem desenvolvidos na escola em consonância com o PPP e o Plano de Intervenção da Escola. Também serão dadas informações acerca dos valores dos recursos a serem repassados em 2016 e sua destinação para manutenção e investimentos (PDDE-PB; PNAE, PDDE, Mais Educação, Atleta na Escola, Acessibilidade e outros).

Na assembleia também acontecerá a escuta dos diversos segmentos para sugestões e encaminhamento de propostas e a deliberação sobre a melhor forma de utilização dos recursos que são transferidos diretamente às escolas, por meio do Programa Dinheiro Direto na Escola – Estadual e Federal, com definição das demandas priorizadas em 2016.