Fale Conosco

2 de junho de 2009

Governo realiza obras para garantir oferta d’água para população



As obras de adução e de represamento de águas no Estado da Paraíba, para garantia da segurança hídrica e da qualidade de vida da população, foi o assunto de destaque abordado pelo governador José Maranhão, nesta terça-feira (2), durante o Programa Palavra do Governador.

Uma dessas obras é a interligação das bacias hidrográficas do litoral sul da Paraíba com a Grande João Pessoa, que vai beneficiar 1,5 milhão de habitantes da Capital mais Cabedelo, Santa Rita, Conde e Bayeux e garantir 30 anos de segurança hídrica e o fim do racionamento de água de toda a região metropolitana, segundo explicou o secretário Francisco Sarmento, da Infraestrutura, que acompanhou o governador durante o programa.

Maranhão enfatizou que a obra é importante para consolidação econômica da Grande João Pessoa, porque vai assegurar a esse pólo de desenvolvimento do Estado o necessário suporte para o seu crescimento econômico.

“Sabemos perfeitamente que um empreendimento industrial nos dias de hoje relaciona nas suas necessidades e nas suas exigências, o conhecimento prévio das condições de abastecimento de água, além de esgotamento sanitário, e nós estamos trabalhando também com esgotamento sanitário para garantir o crescimento econômico e o desenvolvimento humano do Estado”, complementou.

Várzeas de Sousa – Maranhão destacou ainda ações importantes do governo no interior paraibano, a exemplo da retomada das obras do projeto de irrigação das Várzeas de Sousa. Lamentou a situação do projeto, que ele deixou praticamente montado, por ter sido abandonado nos últimos seis anos.

“A obra paralisou completamente, inclusive com o corte da circulação da água, que tinha também a função de refrigerar o canal construído em concreto. Isso gerou um efeito prejudicial e produziu o choque das placas e o deslocamento, tanto assim que é necessário se fazer alguns investimentos para corrigir esses desgastes decorrentes da má utilização do projeto”, explicou.

Adutora do Congo – O governador José Maranhão falou ainda sobre o reinício da construção da adutora do Congo, na região do Cariri, previsto para o dia 9 deste mês. Ele lembrou que a adutora do Congo teve o projeto concebido e iniciado em seu governo, inclusive as tratativas para ter financiamento do Banco Mundial (Bird), que “alivia muito as cargas de investimentos sobre o Estado, permitindo um parcelamento de longo prazo no resgate dessa dívida. Essa é outra obra pela qual eu tenho o maior empenho e o maior zelo, porque é uma absolutamente necessária para o abastecimento de água daquela parte do Cariri”, reiterou.

Ele revelou que tão logo assumiu o Governo do Estado teve que negociar com o Banco Mundial a reativação do financiamento do projeto, sendo bem sucedido. Segundo o governador, dentro de poucos dias estarão chegando 17 carretas lotadas de canos para que a obra possa ter continuidade e atender cidades como Ouro Velho, Prata, Sumé, São João do Cariri, Parati, Gurjão, Livramento e Amparo. “Estamos trabalhando dia e noite para garantir o abastecimento de água aos cidadãos e cidadãs residentes nesses municípios, num menor espaço de tempo possível”, concluiu.

Reconstrução de Camará – A decisão do Governo do Estado de reconstruir a barragem Camará foi outro destaque na edição desta terça-feira do Programa Palavra do Governador. O secretário Francisco Sarmento informou que o governador já determinou o início dos procedimentos para que se possa licitar a reconstrução daquele reservatório.

Alexandre Nunes, da Secom