Fale Conosco

2 de novembro de 2013

Governo realiza formação continuada para uso pedagógico dos tablets



A Secretaria de Estado da Educação (SEE), em parceria com o Ministério da Educação (MEC) e Universidade Federal da Paraíba (UFPB) realizou até essa sexta-feira (1º) o terceiro encontro para 26 formadores do projeto Uso Pedagógico do Tablet Educacional. A capacitação, que teve início na quinta-feira (31), ocorreu no laboratório de informática da Central de Aulas da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). No total, 5.403 professores de 200 escolas serão beneficiados com o projeto, atingindo diretamente 45 mil alunos do Ensino Médio da rede estadual de ensino.

O primeiro encontro aconteceu em agosto deste ano, direcionado a 26 multiplicadores, sendo 12 técnicos dos Núcleos de Tecnologia Educacional (NTEs) e 14 das Gerências Regionais de Educação (GREs), que por sua vez repassam os conteúdos aos tutores das escolas. Posteriormente, os tutores são os responsáveis por transmitir a formação aos professores da escola em que atuam.

De acordo com o coordenador estadual do Proinfo, José Isidro Alves, neste terceiro encontro os formadores vão iniciar o processo de utilização da plataforma moodle. “Vamos trabalhar alguns aplicativos que já vêm inseridos no tablet e iniciar o uso da plataforma moodle para a formação continuada à distância”.

O próximo encontro está previsto para ocorrer no final deste mês. “Em dezembro teremos também um seminário para avaliar todo o processo de formação e apresentar casos de sucesso de uso dos tablets”, disse o coordenador.

Segundo o professor da UFPB formador da capacitação, Alisson Vasconcelos, os dois dias de encontro com os multiplicadores são utilizados para planejar o que vai ser realizado junto aos tutores durante o mês. “Neste terceiro encontro estamos planejando como será a atividade final dos professores em relação ao uso dos tablets. Além disso, também tiramos dúvidas que os professores repassam aos tutores, que por sua vez repassam aos formadores”, explicou.

Ele avaliou que todos os encontros têm sido bem sucedidos. “Temos obtido resposta positiva dos professores, dos tutores e formadores. Eles estão relatando a motivação dos alunos e dos professores. Os alunos frequentam mais a escola por causa do tablet e estão mais engajados nas atividades”, disse.

Objetivo – Segundo o professor Isidro, a meta da capacitação é tornar o uso dos tablets nas escolas uma realidade. “O objetivo é os professores conhecerem todos os recursos dos tablets e passarem a utilizar esses equipamentos pedagogicamente em sala de aula”.

A técnica pedagógica da 13ª Gerência Regional de Educação (GRE), Vanessa Brito, afirmou que os professores têm participado ativamente das formações com os tutores à distância. “Eles estão estimulados a trabalhar com a ferramenta porque sempre querem algo a mais. A gente percebeu que eles estão caminhando de acordo com o módulo, estão entusiasmados e querem cada vez mais informações sobre a tecnologia”, afirmou.

Carmem de Andrade, técnica do Núcleo de Tecnologia Educacional (NTE) de Cajazeiras, salientou que esta fase da capacitação é a mais importante para os professores. “Passamos do conhecimento básico, do conhecimento dos aplicativos e estamos adentrando na parte da prática pedagógica, que é a mais importante para alcançar nosso alunado. Desde o início da capacitação, temos visto mudanças significativas no uso pedagógico dos tablets nas escolas”.