João Pessoa
Feed de Notícias

Governo realiza campanha para atualizar cartão de vacina de crianças menores de cinco anos

sexta-feira, 16 de agosto de 2013 - 18:19 - Fotos:  Ricardo Puppe

O Governo do Estado realizará, entre os dias 24 e 30 deste mês, uma campanha para atualização do cartão de vacina das crianças de zero a menores de 5 anos de idade, devendo avaliar 294 mil crianças. A campanha será aberta às 8h30 do dia 24 na Praça da Bandeira, em Campina Grande, e vai contar com a participação de 6.650 profissionais de saúde distribuídos nos 2.377 postos de vacinação.

A chefe do Núcleo de Imunização da SES, Isiane Queiroga, adiantou que serão oferecidas todas as vacinas do calendário, a exemplo da BCG, Hepatite B, Pólio, Penta, Meningocócica, Pneumocócica, Rotavirus, dentre outras. “É necessário que os pais levem o cartão de vacina para que os profissionais possam avaliar o documento e ver quais os imunizantes que estão atrasados para que sejam atualizados”, destacou.

Na manhã desta sexta-feira (16), a Secretaria de Estado da Saúde (SES) reuniu todos os coordenadores de imunização das Gerências Regionais de Saúde para discutir as ações e estratégias que serão utilizadas na campanha para atualização do cartão de vacina. O encontro aconteceu no auditório do Conselho Intergestores Bipartite (CIB), na sede da SES.

O objetivo dessa reunião é alinhar o discurso e homogeneizar as ações e estratégicas a serem desenvolvidas durante a campanha em todos os municípios do Estado”, explicou Isiane Queiroga, adiantando que a vacina é uma forma segura e eficaz de ficar imunizado contra determinadas doenças. Mas não é só por isso que manter o cartão de vacinas atualizado é tão importante. “ Se a gente pensar direitinho, a vacina pode ser considerada um ato cívico, já que uma pessoa imunizada tem menos chances de transmitir doenças para a sua comunidade”, afirmou.

Isiane Queiroga lembra que a prevenção e erradicação de doenças foram possíveis graças à utilização massiva da vacina, a exemplo da varíola, que foi erradicada no mundo inteiro, e da paralisia infantil, erradicada da América. Para os bebês, a importância é ainda maior. Como não possuem o sistema imunológico formado, eles têm mais chances de contrair doenças, e é por esse motivo que há vacinas também para recém-nascidos.