Fale Conosco

7 de março de 2014

Governo realiza aula inaugural da segunda turma de especialização em Saúde da Família



ses saude e prevencao na ufpb foto walter rafael 181 270x202 - Governo realiza aula inaugural da segunda turma de especialização em Saúde da FamíliaA Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio do Centro Formador de Recursos Humanos (Cefor), promoveu, nesta sexta-feira (7), a aula inaugural da segunda turma da ‘Especialização em Saúde da Família, com ênfase na Implantação das Linhas de Cuidado’. A solenidade foi realizada no auditório do Centro de Fonoaudiologia, da UFPB, em João Pessoa, e as atividades prosseguem durante a tarde e neste sábado (8), em várias salas do Centro de Ciências da Saúde.

O Curso, na modalidade Educação à Distância (EAD), será oferecido para 500 profissionais do SUS, dentre trabalhadores e gestores da Atenção Básica das quatro Macrorregiões de Saúde, beneficiando assim profissionais de todos os 223 municípios, através de uma parceria entre SES-Cefor e UFPB-Centro de Ciências Médicas (CCM). Os encontros presenciais acontecerão nas quatro macrorregiões.

ses saude e prevencao na ufpb foto walter rafael 12 270x202 - Governo realiza aula inaugural da segunda turma de especialização em Saúde da FamíliaO curso tem o objetivo de instrumentalizar os profissionais para a prática na atenção básica, e estimular as competências de gestão do cuidado e no contexto da atenção básica em âmbito municipal e suas articulações em redes regionais de atenção.

O diretor geral do Cefor, Volmir Brutscher, lembrou que a primeira turma foi iniciada no dia 3 de maio do ano passado e será concluída neste mês de março. No total, estão sendo beneficiados 1.000 profissionais de saúde.

ses saude e prevencao na ufpb foto walter rafael 22 270x202 - Governo realiza aula inaugural da segunda turma de especialização em Saúde da FamíliaÉ um grande investimento em processos educativos da SES, especialmente, através do Cefor. Só em Curso de Especialização para Atenção Básica foi feita uma aquisição de mais de R$ 1,8 milhão. Tudo isso por conta da necessidade de fortalecer a atenção básica da saúde como ordenadora do SUS, desobstruindo a média e alta complexidades”, disse.