João Pessoa
Feed de Notícias

Governo realiza atividades pelo Dia Internacional da Síndrome de Down

quarta-feira, 19 de março de 2014 - 15:07 - Fotos: 

A Fundação Centro Integrado de Apoio ao Portador de Deficiência (Funad) realiza durante toda esta sexta-feira (21) uma série de eventos em homenagem ao Dia Internacional da Síndrome de Down. O objetivo é discutir o papel da família, da escola e da sociedade no desenvolvimento das pessoas com esse diagnóstico. A programação começa a partir das 8h, na sede da instituição, localizada no Conjunto Pedro Gondim, na Capital.

No início da manhã, a programação será aberta com uma mesa redonda, que contará com a participação de profissionais da Funad e de representantes da sociedade civil. A ideia é fazer um alerta para a necessidade do compromisso de todos em torno da inclusão social de pessoas com síndrome de down. A conversa terá ainda como foco a luta constante por uma melhor qualidade de vida para esse público.

À tarde, a programação será voltada aos profissionais que lidam diretamente com as pessoas com síndrome de down atendidas pela Funad. A instituição já beneficia quase 400 usuários. Além da sede, o trabalho também é feito em outros núcleos e coordenadoria. Na Escola Estadual Especial Ana Paula Ribeiro Barbosa Lira, por exemplo, é oferecido acompanhamento especializado. Há ainda os núcleos de Vivência e Artes (NVA) e de Educação Física e Desportos (Ned) que dão suporte à habilitação e reabilitação.

Simultaneamente, também na parte da tarde, as atividades comemorativas seguem com um momento de lazer para os usuários com down. Para os menores, haverá brinquedoteca e oficinas de arte. Já os adolescentes e adultos participarão de uma balada, com animação de um DJ e lanche, no Auditório Antônio Paulino.

Ações do governojunto às maternidades – O trabalho do Governo do Estado em prol das pessoas com síndrome de down acontece o ano todo na Funad. Um dos projetos mais importantes foi criado em 2011, fruto de uma parceria entre a instituição, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) e seis maternidades da Capital. Trata-se do “SOS Bebê de Alto Risco”.

Quando um bebê nascido em uma dessas seis maternidades é diagnosticado com a síndrome, a Funad é comunicada. Assim, uma equipe multidisciplinar da instituição vai à unidade hospitalar e inicia o atendimento de estimulação precoce. Em seguida, a criança é encaminhada aos serviços oferecidos pela Fundação, entre os quais fisioterapia, fonoaudiologia e todas as demais terapias necessárias ao seu desenvolvimento, buscando humanização e o fortalecimento do vínculo materno-infantil. É uma maneira de prevenir déficits futuros. As mães também recebem apoio psicológico e de assistentes sociais. Desde a implantação do projeto, 60 bebês foram diagnosticados com a síndrome e são acompanhados.

O Governo da Paraíba também aderiu ao Plano Viver Sem Limite, do Governo Federal, e foi um dos primeiros estados brasileiros a implantar a política de apoio à pessoa com deficiência. No caso específico de pessoas com a síndrome de down, a Paraíba tem um trabalho efetivo de atenção à saúde. Ele foi instituído em março do ano passado e qualifica os profissionais da instituição para melhor atendimento e acompanhamento dos casos detectados.

A síndrome – A síndrome de down, ou trissomia do cromossomo 21, é uma alteração genética causada por um erro na divisão celular, durante a fase embrionária. Em vez de dois cromossomos no par 21, os portadores possuem três. Não se sabe ainda o motivo pelo qual isso acontece.