João Pessoa
Feed de Notícias

Governo realiza ações de saúde pelo Dia de Luta contra Hepatites Virais

segunda-feira, 29 de julho de 2013 - 12:15 - Fotos: 

O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Saúde (SES), realizou nesse domingo (28) mais uma ação para lembrar o Dia Mundial de Luta contra as Hepatites Virais. Das 7h ao meio dia, as pessoas que passaram pela Avenida Cabo Branco, na orla da Capital, puderam fazer o teste rápido para diagnóstico do HIV, sífilis e hepatite B e C. Além disso, houve a testagem de glicemia, verificação de pressão, distribuição de material educativo, preservativos e informativo sobre essas doenças, além de um café da manhã.

Segundo a professora Rosângela Lopes, que estava passando pelo local e resolveu parar para fazer o teste rápido, ações como esta são importantes para a conscientização da população. “A gente sempre acha que não tem nada, que está saudável e que nunca vai acontecer com a gente. Oferecer esses testes assim, em um local por onde tantas pessoas passam todos os dias, especialmente aos finais de semana, é uma ótima maneira de lembrar à população a importância de se cuidar, de fazer o teste”, disse.

O engenheiro químico Marcelo Carneiro, que estava fazendo sua caminhada matinal também aproveitou a ocasião para cuidar da saúde. “Isso aqui é muito bom. A gente precisa mesmo cuidar da nossa saúde e nós acabamos deixando algumas coisas pra depois por causa da rotina agitada. Por isso, estou aqui fazendo os exames e recebendo todas as orientações necessárias dos profissionais de saúde presentes”, disse.

De acordo com a diretora geral do no Hospital Clementino Fraga, Adriana Teixeira, desde o início dos trabalhos aproximadamente mil pessoas foram atendidas. Segundo ela, é importante a conscientização da população sobre estas doenças. “As hepatites são doenças silenciosas. Muitas vezes as pessoas têm e não sabem, e por meio desse evento a gente está dando oportunidades às pessoas para fazer o teste rápido, cuidando assim da sua saúde”, explicou.

Dia Mundial de Luta contra as Hepatites Virais - Ainda em alusão ao Dia Mundial de Luta contra as Hepatites Virais, na semana passada a SES promoveu um seminário para gerentes e técnicos dos Centros de Dispensação de Medicamentos Excepcionais (Cedmex) e das Gerências Regionais de Saúde, onde foram discutidas as hepatites virais.

Na pauta do seminário, foi discutida a situação epidemiológica da doença no Estado, ampliação da idade da vacinação contra a hepatite B, que passou de 29 para 49 anos, e o novo serviço de dispensação de um inibidor de protease, medicamento de alto custo que é destinado a pessoas que estão no 3º e 4º grau de Hepatite B, ou seja, que já são considerados pacientes cirróticos. Essa medicação é enviada pelo Ministério da Saúde e o paciente tem que seguir todo um protocolo para ter direito ao remédio.

A gerente Operacional das DST\Aids e Hepatites Virais da SES, Ivoneide Lucena Pereira, disse que a partir desse seminário o Governo do Estado quer melhorar o fluxo e a qualidade do atendimento ao paciente com hepatites virais nos serviços de referência do Estado. Ela afirmou que o diagnóstico das hepatites A, B e C estão sendo realizados na Atenção Básica por meio do teste rápido. “Muitas pessoas têm a doença e não sabem e, com esse teste rápido, a patologia pode ser diagnosticada e tratada”, disse a gerente de saúde.

Além disso, no último dia 24 foi inaugurado, no Hospital Clementino Fraga, o Ambulatório de Saúde para Travestis e Transexuais. Ivoneide Lucena Pereira explicou que à princípio o serviço irá atender cerca de 25 pessoas, mas acredita que esse público é muito maior em todo o Estado. Ela afirmou que toda a equipe que está trabalhando no serviço foi treinada e no ambulatório os travestis e transexuais têm atendimento nas áreas de endocrinologia, ginecologia e cirurgia plástica.

No dia da inauguração foi distribuído um folder com os horários e os dias de atendimento de cada especialidade. Ivoneide Lucena disse também que, em parceria com as Gerências Regionais de Saúde, está sendo montado um fluxograma de atendimento e cada gerência ficará encarregada de agendar a consulta e pelo deslocamento do paciente até serviço.

Números da doençaO Núcleo de DST/Aids e Hepatites virais da SES registrou 2.950 notificações da doença em 2012, e em 2013, 630 casos suspeitos até agora. Já confirmados, este ano, são 102 casos de hepatite A, 58 de hepatite B e 36 de hepatite C.

Prevenção - Este mês, o Ministério da Saúde ampliou a faixa etária de vacinação contra a hepatite B. A partir de agora, homens e mulheres com até 49 anos poderão receber a vacina gratuitamente em qualquer posto de saúde. Na Paraíba, a medida beneficia um público-alvo de mais de 3 milhões de pessoas. No ano passado, a idade limite para vacinação gratuita era até 29 anos. A vacina é a medida de prevenção mais segura e eficaz contra a hepatite B.

A vacina também é oferecida aos grupos mais expostos à doença, independentemente da faixa etária, como gestantes, manicures, pedicures, podólogos, caminhoneiros, bombeiros, policiais civis, militares, rodoviários, doadores de sangue, profissionais do sexo e coletores de lixo domiciliar profissionais de saúde.

Em 2012, mais de 93 mil pessoas de 0 a 29 anos foram protegidas contra a doença. Já em 2013, até o mês de junho, 39.115 pessoas foram imunizadas no Estado. A vacina confere imunidade efetiva de 95% na terceira dose tomada. A vacina contra a hepatite B já pode ser encontrada em todos os postos de saúde dos municípios.