Fale Conosco

25 de agosto de 2017

Governo realiza ações de prevenção no Dia Nacional de Combate ao Fumo



Na terça-feira (29) transcorre o Dia Nacional de Combate ao Fumo e o Governo do Estado vai realizar, das 08h30 ao meio-dia, na sede do Detran-PB em João Pessoa, ações informativas e de prevenção aos perigos do cigarro.

A equipe da Secretaria de Saúde vai oferecer serviços de saúde, orientar a população sobre os malefícios do tabagismo, prevenção e tratamento pelo SUS, além de distribuir material educativo.

Durante a ação serão oferecidos os serviços de verificação de pressão arterial e testes exclusivos para fumantes, como avaliação respiratória e avaliação do grau de dependência à nicotina. A população também receberá orientações sobre ambientes livres de tabaco e tratamento do tabagismo. Também serão oferecidas orientações de saúde bucal.  “O objetivo da ação é conscientizar e sensibilizar a população sobre os riscos decorrentes do uso do cigarro, alertando para a prevenção, tratamento e ambientes livres da fumaça do cigarro”, disse a chefe do Núcleo de Doenças e Agravos Não Transmissíveis, Gerlane Carvalho.

O evento é realizado em parceria com a Agência Estadual de Vigilância Sanitária (Agevisa-PB), Associação Médica da Paraíba (AMPB), Secretaria Municipal de Saúde de João Pessoa, Detran-PB, Programa Saúde na Escola – SEE-PB e planos de saúde Afrafep, Geap e Cassi.

Dados – De acordo com estimativa do IBGE, 11,5% da população paraibana é fumante, o que representa 459.932 pessoas. Só em João Pessoa são 92.197 fumantes. A nicotina, presente no cigarro, causa dependência e age na região do cérebro relacionada com o prazer. Além das alterações físicas, emocionais e comportamentais, cerca de 50 doenças graves estão relacionadas ao tabaco, entre elas: câncer de pulmão, boca, laringe, estômago; leucemia; infarto; bronquite; infecções respiratórias; trombose vascular. A fumaça do cigarro tem mais de 4600 substâncias, entre elas 40 são cancerígenas.  A doença mais intimamente relacionada ao tabagismo é o câncer de pulmão (80% dos pacientes com câncer de pulmão são tabagistas). Segundo dados da SES, de 2013 até o momento foram registrados 1791 óbitos por câncer de pulmão e de brônquios na Paraíba

Tratamento – Na Paraíba existem 37 Centros de Referência para Tratamento dos Fumantes, onde se pode buscar apoio para se livrar do vício em nicotina. O serviço é oferecido em Unidades de Saúde da Família; em Centros de Atenção Psicossocial (Caps); Centros de Atenção Integral à Saúde. Em alguns casos, os pacientes abandonam o cigarro com menos de um me de acompanhamento.

O tratamento nesses locais é mantido pelo Ministério da Saúde, que repassa medicamentos ao Estado. Este, por sua vez, é responsável pela qualificação das equipes, monitoramento do trabalho nos centros e pelo encaminhamento do material enviado pelo Ministério. Os municípios entram com a administração das unidades de saúde.

Referência – Os hospitais de referência no Estado para combate aos tipos de câncer relacionados ao uso do tabaco – pulmão, esôfago e laringe – são o Napoleão Laureano e Hospital São Vicente de Paula, em João Pessoa; Hospital da Fundação Assistencial da Paraíba (Fap) e Hospital Universitário Alcides Carneiro (HUAC), em Campina Grande.