João Pessoa
Feed de Notícias

Governo quer imunizar um milhão de animais nesta segunda etapa da campanha

terça-feira, 29 de setembro de 2009 - 17:33 - Fotos: 

O governador José Maranhão lança neste domingo (4 de outubro), a segunda etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa de 2009. A cerimônia de abertura está marcada para as 10h, na Estação Experimental de Alagoinha. Cerca de um milhão de bovinos e bubalinos devem ser vacinados no Estado durante a campanha, que será encerrada no dia 31 de outubro. A campanha não será prorrogada e, durante sua realização, o trânsito de bovinos e bubalinos fica restrito aos que já foram vacinados.

O secretário do Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca do Estado, Ruy Bezerra Cavalcanti Junior, lembrou que a campanha é mais um dos compromissos do governo com o setor produtivo, em especial com a pecuária, e faz parte de um plano “para que possamos melhorar nosso plantel, erradicar a febre aftosa, e estar prontos para o mercado”.

A campanha contra febre aftosa na Paraíba segue o calendário instituído pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e será realizada de 1º a 31 de outubro, contando com parceria da Defesa Agropecuária do Estado, Secretaria de Desenvolvimento Agropecuária e da Pesca, Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural da Paraíba (Emater-PB), da Superintendência Federal de Agricultura e do segmento produtivo paraibano.

Cobertura – Até o dia 31 deste mês, todo um contingente de técnicos estará em todos os municípios paraibano num trabalho concentrado para que todo o rebanho tenha cobertura vacinal, a exemplo do que foi feito na primeira etapa, em abril deste ano, quando a Paraíba atingiu sua maior marca. De acordo com o secretário Ruy Bezerra, o esforço concentrado que o Governo do Estado empreende tem como objetivo maior sair da certificação de Zona de Risco desconhecido para a Zona de Risco Médio de Febre Aftosa.

De acordo com o gerente Executivo da Defesa Agropecuária, Jamir Mascena de Sousa, a campanha vai acontecer durante todo o mês de outubro. “Esperamos contar com o apoio de todos os produtores para que vacinem seus animais e informem a estratificação do rebanho até o dia 10 de novembro, nos escritório das Unidades Local de Sanidade Animal e Vegetal (Ulsavs) ou nas sedes das Emater mais próximas da propriedade, discriminado por idade e sexo. Caso o produtor não declare, estará sujeito a multas e tem seu rebanho impedido de retirar a Guia de Trânsito Animal (GTA), documento que atesta a sanidade dos animais”, observou.

Fábia Carolino, da Assessoria de Imprensa da Sedap