Fale Conosco

2 de março de 2016

Governo promove solenidades de formatura de profissionais em Residências Médicas



A Secretaria de Estado de Saúde (SES), por meio do Centro Formador de Recursos Humanos (Cefor-PB), do Complexo Pediátrico Arlinda Marques e do Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, promove nesta quarta-feira (2) as solenidades alusivas à formatura de conclusão da Pós-Graduação dos Programas de Residência Médica e Multiprofissional.

A programação começa às 16h, com descerramento das placas, de forma simultânea, no Arlinda Marques, em Jaguaribe, e no Trauma. Às 19h acontecerá a colação de grau, no auditório do Conselho Regional de Medicina do Estado da Paraíba (CRM- PB), na Avenida Pedro II.  Receberão os certificados 14 profissionais da área de saúde.

Os Programas de Residências Médicas em Anestesiologia, Medicina Intensiva e Ortopedia e Traumatologia foram iniciados em 2012. O de Anestesiologia está em 4º lugar, dentre as especializações, no Brasil, segundo a Sociedade Brasileira de Anestesiologia (SBA). Em 2014, foi inserido o Programa de Pediatria. Em 2016, terão início as turmas das Residências Médicas em Ginecologia e Obstetrícia e Medicina de Família e Comunidade, sendo esta última em Cajazeiras, com o objetivo de interiorizar os Programas.

“Os programas vinculados a SES têm se destacado no que se refere à qualidade da formação ofertada, sendo reconhecidos pelos profissionais envolvidos, inclusive, nacionalmente”, lembrou o diretor do Cefor-PB, Fernando Lopes.

Entre os formandos está a primeira turma de Especialistas Multiprofissionais em Saúde da Criança, que está sendo formada no Arlinda Marques. “É com muita satisfação que a gestão do Complexo e toda a equipe concluem mais uma etapa desse grandioso projeto em curso”, disse o diretor geral do Complexo, Cláudio Teixeira Régis.

“As residências são fundamentais para a formação de trabalhadores em saúde que atendem aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS)”, disse a coordenadora da Rede escola, Thalita Eliziário. Para o outro coordenador, Pedro Rodrigues, os programas promovem melhorias no cuidado em saúde, uma vez que “contribui com a mudança no processo de trabalho dos profissionais dos campos de prática e dos residentes”.

A residente Alane Barreto, do Complexo Arlinda Marques, explicou que a unidade é um campo riquíssimo de aprendizado, prestando serviços de atenção primária, secundária e terciária, e por ser referência no Estado. “Sinto uma grande satisfação de ter participado do processo inicial desta residência e tenho a certeza que fiz a melhor escolha de aperfeiçoamento profissional”, destacou.