Fale Conosco

14 de outubro de 2013

Governo promove seminário sobre agricultura no semiárido



A Emepa-PB promoveu um encontro técnico para atualizar conceitos e viabilizar conhecimentos sobre os novos caminhos que devem orientar a agricultura no semiárido paraibano até 2020. O pesquisador da Embrapa Algodão, José de Souza Silva, ministrou a palestra “Cenários 2020 da Agricultura Brasileira: implicações para inovação na agropecuária do semiárido”, alertando sobre a necessidade de visualizar o Nordeste e a região semiárida como áreas potenciais para o desenvolvimento e que a construção de novos rumos deve ser viabilizada pela democratização de conhecimentos e do intercâmbio de experiências e tecnologias.

O encontro analisou novos modelos para o desenvolvimento do agronegócio na nossa região, destacando as perspectivas para o setor e traçando um cenário para as próximas duas décadas. O primeiro encontro foi realizado no último dia 08 de outubro, na sede da Emepa-PB.

Para o presidente da Emepa, Manoel Duré, serão realizados outros encontros. “Discutir experiências entre as instituições na Paraíba é evitar o isolamento institucional, compartilhar problemas e articular soluções de forma integrada institucionalmente, potencializando as vantagens comparativas dos agroecosistemas e tornar satisfatórios os índices de desenvolvimento econômico e social, em especial no tocante ao emprego e renda na agropecuária”, afirmou.

Segundo a pesquisadora da Emepa, Gloria Lemos, o cenário para o desenvolvimento da agricultura na Paraíba passa por um momento próspero. “Mesmo com os problemas ocasionados pela seca, o nosso Estado vem conduzindo de forma promissora as questões da agropecuária. Nós produzimos excelentes pesquisas que dão resultados, como é o caso da pesquisa genética com bovinos e caprinos. Temos tudo para crescer muito mais nas décadas seguintes”, disse.

Os participantes puderam compartilhar experiências como forma de tornar a atividade mais sustentável. A necessidade do produtor ser mais eficiente na compra dos insumos e venda da produção e a possibilidade de conservação e recuperação de recursos naturais através do mercado de serviços ambientais foram alguns temas abordados no evento.