João Pessoa
Feed de Notícias

Governo promove reativação total da assistência à saúde do servidor

terça-feira, 5 de janeiro de 2010 - 19:13 - Fotos: 

Cerca de 500 pessoas são atendidas diariamente pelo Instituto de Assistência à Saúde do Servidor (IASS), antigo Ipep (Instituto de Previdência do Estado da Paraíba). Em menos de dez meses, o Governo do Estado conseguiu reativar todos os serviços do órgão e as unidades de oftalmologia, odontologia, fisioterapia, laboratório, tratamento de diabetes e policlìnica, desativadas e com equipamentos sucateados até março de 2009, passaram por reformas, receberam novos acessórios e estão em pleno funcionamento.

De acordo com o superintendente do IASS, o médico radiologista Gualberto Chianca, quando assumiu o cargo em março de 2009 a situação encontrada no Instituto era bem diferente. “Havia quase 60 dentistas e atendentes que recebiam salários, mas não trabalhavam há três anos porque o serviço de odontologia estava desativado. Os servicos de oftalmologia também estavam sem funcionar, com equipamentos enferrujados, quebrados, encaixotados, mostrando uma total falta de gestão e cuidado com o dinheiro público”, declarou.

Ameaça de interdição – O superintendente lembra que existia muita sujeira e as estruturas físicas do IASS estavam comprometidas, apresentando, inclusive, infiltrações e rachaduras em vários pontos. “Havia até ofícios da Vigilância Sanitária ameaçando interditar o Instituto por falta de condições de funcionamento. Mas, com o apoio da PBPrev, realizamos reformas e conseguimos melhorar as condições físicas do prédio e reativar os serviços paralisados”, afirma.

Nova realidade – O Serviço de Odontologia é um dos mais procurados no IASS. Por dia, o setor chega a receber quase 100 pessoas. No local, é possível fazer todos os tratamentos dentários. Outra mudança ocorreu no Laboratório de Análises Clínicas. “Esse setor não funcionava. Não fazia nem exame de urina. Existiam 30 bioquímicos também sem condições de trabalhar. Agora, o laboratório está equipado e realiza todos os tipos de exames”, salienta o superintendente.

O IASS também disponibiliza aos servidores do Estado equipes de fisioterapeutas, oftalmologistas, psicólogos, médicos de diversas especialidades, nutricionistas, enfermeiros e assistentes sociais, além de técnicos em várias áreas. “Só o setor de atendimento ao portador de diabetes atende 40 pessoas todos os dias”, acrescenta o Gualberto.

Pró-tempores – Além de reabrir os antigos serviços, o IASS pretende disponibilizar a assistência médica para mais os funcionários pró-tempores do Estado. Atualmente, o serviço só acessível para servidores ativos, inativos e seus dependentes. Os professores pró-tempores, por exemplo, não têm direito. Mas isso pode mudar. Gualberto Chianca explica que é plano do governo inserir essa categoria de servidores entre os beneficiados pelo IASS. 

Policlínica – Outro projeto da direção do IASS é a ampliação de sua policlínica. Ela funciona durante as 24 horas diárias e conta com equipe multidisciplinar. No entanto, o local só atende casos de pequena gravidade. O motivo é que o setor não dispõe de unidade de terapia intensiva e nem de aparelhos, como desfibrilador, pare serem usados em casos de infarto ou outras emergências. Pacientes em situação de grande risco são encaminhados ao Hospital Edson Ramalho, com o qual o IASS mantém convênio.

No entanto, a direção espera sanar esse problema em pouco tempo. “Uma comissão técnica de médicos analisou a policlínica para verificar as necessidades do setor. Estamos em contato com o governo para ampliarmos a unidade e ter condições de atender casos de urgência e emergência”, antecipou o superintendente.

Nathielle Ferreira, da Secom-PB