João Pessoa
Feed de Notícias

Governo promove mais uma Ação Comunitária em João Pessoa

quarta-feira, 9 de abril de 2014 - 15:39 - Fotos:  Walter Rafael

 O Bairro do Castelo Branco, em João Pessoa, recebeu o projeto Ação Comunitária, na manhã desta quarta-feira (9). Centenas de pessoas tiveram acesso aos serviços disponibilizados, entre eles, a emissão de documentos e atendimentos de saúde. Orientações sobre contas de água e energia também foram disponibilizadas para o público presente. A realização do evento é do Governo do Estado, por meio da Fundação de Ação Comunitária (FAC).

O presidente da Fundação de Ação Comunitária (FAC), Flávio Moreira, explicou que a visitação nos bairros segue alguns critérios. “Nosso objetivo é atender todos os bairros”, frisou. “Primeiramente, fizemos um cronograma de acordo com os beneficiários do Programa Pró Alimento. Mas também utilizamos outro critério de visitação, que é priorizar as comunidades mais carentes e menos assistidas. Muitos moradores pedem para voltarmos, pois saem satisfeitos. A intenção é retornarmos para algumas comunidades no final do ciclo dessas ações”, afirmou.

A educadora Gilvânia Costa, de 30 anos, esteve na Ação Comunitária com o sobrinho, que cortou de graça o cabelo. “Entre as ações que achei mais interessantes foram as demonstrações de segurança com os cães da polícia, além dos serviços de emissão de documentos e dos serviços de Saúde. Eu gostaria que as atividades se estendessem ainda mais”, disse Gilvânia.

Para o porteiro Dijailton Gomes da Silva, de 28 anos, a Ação Comunitária é importante para que a população tenha acesso aos serviços públicos. “Está sendo de suma importância, porque beneficia muitas pessoas. Eu mesmo vim fazer a segunda via da minha carteira de identidade. Se eu não aproveitasse essa oportunidade, teria que agendar um horário na Casa da Cidadania para ser atendido”, observou.

Oficinas e atividades lúdicas – As tendas do projeto Ação Comunitária no bairro do Castelo Branco foram instaladas na rua Hermenegildo de Almeida, ao lado da Praça Nossa Senhora da Paz. A iniciativa disponibilizou diversos serviços para a comunidade local. A FAC, por exemplo, ofereceu atividades lúdicas para as crianças, além de oficina de pintura em tecido para os adultos.

PM e combate às drogas – Enquanto isso, a Polícia Militar, levou ao local o Programa Educacional de resistência às Drogas e Violência (Proderd), que atua nas escolas com adolescentes da 5a e 6a série, atingindo a faixa etária de 10 a 13 anos. Na ocasião, foram oferecidas atividades recreativas. Já os adultos assistiram a explanações sobre os efeitos dos entorpecentes no corpo humano.

Emissão de documentos – Boa parte do público que esteve no projeto Ação Comunitária desta quarta-feira visitou a tenda do Instituto de Polícia Científica (IPC) para emitir documentos como identidade e carteira de trabalho. Essas demandas são de responsabilidade do órgão, que acompanha o “Programa Cidadão”, da Secretaria de Estado Desenvolvimento Humano.

Saúde e prevenção – a Secretaria de Estado da Saúde também esteve nos trabalhos realizados no Castelo Branco. O Núcleo de Doenças e Agravos não Transmissíveis, por exemplo, ofereceu testes de glicemia e aferição de pressão. A secretaria também distribuiu panfletos aos visitantes com esclarecimentos sobre tabagismo, hipertensão, hanseníase e tuberculose. Houve ainda vacinação contra hepatite do tipo B.

Quem se dirigiu à tenda da Vigilância Ambiental ficou sabendo mais sobre os vetores transmissores de doenças como a dengue, e as maneiras de evitá-las. E aqueles que preferiram o espaço do Complexo Hospitalar de Doenças Infectocontagiosas Clementino Fraga puderam contar com os testes de hepatite B, sífilis e HIV.

Campanha – a Secretaria de Estado da Mulher e da Diversidade Humana foi outro órgão público que esteve no evento. Na ocasião, houve distribuição de material de campanha voltado a ações e serviços prestados pela secretaria, como o combate à violência contra a mulher.

Água e energia – A Energisa orientou o cidadão do Castelo Branco sobre como acessar o programa “Conta Cidadã”, que disponibiliza descontos nas faturas mediante apresentação de materiais recicláveis. Já a Cagepa foi ao local fazer explanações sobre a Tarifa Social, que oferece taxas simbólicas para consumos mensais de até dez metros cúbicos de água.

Abertura do evento – Ainda dentro da programação, o público pôde assistir a apresentações culturais, entre as quais a do Grupo de Capoeira da Fundação Centro Integrado de Apoio ao Portador de Deficiência (Funad).